Autor: Editor

Jejum Intermitente: pra que serve e como fazer

O jejum intermitente pode ajudar a melhorar a imunidade, potenciar a desintoxicação e também melhorar a disposição e agilidade mental. Este tipo de jejum consiste em não comer alimentos sólidos entre 16 e 32 horas algumas vezes por semana de forma programada, voltando a uma alimentação habitual, de preferência baseada em alimentos com baixo teor de açúcar e gorduras.

Para conseguir os benefícios, a estratégia mais comum para iniciar este jejum é ficar sem comer por 14 ou 16 horas, apenas ingerindo líquidos, como água, chá e café sem açúcar, mas este estilo de vida só é aconselhado para pessoas saudáveis e, ainda assim, é necessário o consentimento e apoio de um médico, enfermeiro ou profissional de saúde que tenha conhecimento deste tipo de jejum, para garantir que seja bem feito e faça bem para a saúde.

Principais tipos de jejum intermitente
Há maneiras diferentes de conseguir fazer este tipo de privação, embora, em todas elas, se realizam um período de restrição de alimentos e um período em que se pode comer. As principais formas são:

Leia também: Jejum Intermitente funciona

Jejum de 16h, que consiste em ficar entre 14 e 16 horas sem comer, incluindo o período do sono, e comer nas 8 horas restantes do dia. Por exemplo, jantar as 9 da noite, e voltar a comer às 13h do dia seguinte.
Jejum de 24h, é feito por um dia inteiro, por 2 ou 3 vezes por semana.
Jejum de 36 horas, que consiste em ficar 1 dia inteiro e mais metade do outro dia sem comer. Por exemplo, comer as 9 da noite, passar o dia seguinte sem comer, e voltar a se alimentar as 9 da manhã do outro dia. Este tipo deve ser feito por pessoas mais habituadas a ficar de jejum, e sob orientação médica.


Leia também: Kifina reclame aqui
Comer 5 dias e restringir 2 dias, que significa comer por 5 dias da semana normalmente, e em 2 dias reduzir a quantidade de calorias para cerca de 500.
No período em jejum, estão liberados água, chás e café, sem a adição de açúcar ou adoçantes. É comum nos primeiros dias sentir muita fome e, nos dias seguintes, se habituar. Se a fome estiver muito forte, deve-se comer algum alimento leve, pois ninguém deve sofrer ou passar mal ao adotar este hábito.

Veja mais sobre jejum intermitente no vídeo seguinte:

Quais são os benefícios
Os principais benefícios do jejum intermitente são:

Leia também: Phytophen reclame aqui

Acelera o metabolismo: Ao contrário da crença que se tem de que jejum pode diminuir o metabolismo só é verdade em casos de jejuns muito longos, como acima de 48h, mas, nos controlados e curtos, o metabolismo fica acelerado e favorece a queima de gordura.
Regula hormônios, como insulina, noradrenalina e hormônio do crescimento: ajuda a equilibrar hormônios do corpo que estão associados a perda ou ganho de peso, como, por exemplo, a diminuição da insulina e aumento da noradrenalina e hormônio do crescimento.
Não favorece a flacidez: Esta dieta não diminui a massa muscular como em outras dietas que fazem uma grande diminuição de calorias e, além disso, ajuda a aumentar o músculo devido a produção do hormônio do crescimento.


Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui
Elimina células defeituosas do corpo: já que o corpo torna-se mais ativo para eliminar substâncias e células alteradas, que poderiam causar doenças, como o câncer, por exemplo.
Tem ação anti-envelhecimento: porque estimula o organismo a viver mais tempo, evitando doenças e fazendo os órgãos e tecidos do corpo viverem mais tempo.
Além disto, ao realizar esta dieta, devido a regulação hormonal, as pessoas podem sentir seu cérebro e alerta e ativo, além de apresentarem sensação de bem estar.

Leia também: como fazer Jejum Intermitente

O que comer depois do jejum
Após um período sem se alimentar, é recomendado comer alimentos de fácil digestão e sem excesso de gorduras ou açúcares, para alcançar melhor os resultados.

Alimentos aconselhados
Após o jejum, é importante começar ingerindo alimentos como arroz, batata cozida, sopa, purês em geral, ovo cozido, carnes magras grelhadas ou cozidas, que são de fácil digestão. Além disto, quanto mais tempo sem comer, menor deve ser a quantidade de comida, especialmente na primeira refeição, para garantir uma boa capacidade digestiva e o bem estar.

Veja alguns exemplos de lanches com alimentos saudáveis e nutritivos.

Alimentos desaconselhados
Devem ser evitados alimentos fritos ou preparados com muita gordura, como batata frita, coxinhas, molho branco ou sorvetes, bolachas recheadas ou comida congelada, como lasanha.

Para conseguir emagrecer com jejum intermitente, é importante também praticar uma atividade física, como caminhada ou mesmo academia, nunca de estômago vazio, e de preferência, orientada por um profissional de educação física.

Veja como preparar uma incrível sopa detox para quebrar o jejum:

Quem não pode fazer jejum intermitente
Esta hábito deve ser contra-indicado em qualquer situação de doença, especialmente em casos de anemia, hipertensão, pressão baixa ou insuficiência renal, ou que precisam usar remédios controlados diariamente:

Pessoas com histórico de anorexia ou bulimia;
Portadores de diabetes;
Mulheres grávidas ou que estão amamentando;
No entanto, mesmo pessoas aparentemente saudáveis, devem se consultar com o médico clínico geral para avaliar como estão as condições do corpo e realizar exames, como os para avaliar a glicemia, antes de iniciar este tipo de dieta.

Remédios Naturais para Emagrecer

Produtos naturais ajudam a perder peso mais rápido e ainda diminuem o risco do efeito sanfona. Confira nossa seleção
Artigo publicado por Aline Couto nas categorias: Remédios para Emagrecer
Uma das maneiras eficientes no combate ao peso são os chamados remédios naturais para emagrecer. Já tomei diuréticos, caralluma, chá verde em cápsula, anti-celulite e termogênicos e todos foram bons não só para minha dieta como também para o funcionamento do meu corpo.

Os medicamentos naturais são mais saudáveis do que os industrializados, inclusive os industrializados estão cada vez mais sendo proibidos pela ANVISA por fazer mal ao organismo.

Pesquisamos em algumas clínicas de estética e lojas de produtos naturais e todos aconselharam os seguintes remédios para emagrecer naturais:

Casiolamin
Limita a absorção de de gordura do organismo em até 30% de acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Okahama no Japão. Veja mais informações sobre o Casiolamin.

Piruvato de Cálcio
Estimula a queima de gordura principalmente se associada à exercícios físicos. Saiba mais sobre o Piruvato de Cálcio.

Chá verde
Além de auxiliar na digestão, ajuda a queimar até 5% a mais das calorias ingeridas. Aprenda tudo sobre o Chá Verde.

Como consumir:
Chá: 5 Minutos antes de cada refeição
Pílulas: 30 minutos antes das refeições
Citrus Aurantium, ou Advantra Z
Acelera o metabolismo promovendo uma maior queima de calorias auxiliando na perda de peso. Leia mais sobre o Advantra Z.

Como consumir:
Geralmente termogênicos em cápsulas são consumidos 2 vezes ao dia em jejum 1 hora antes da primeira refeição e antes do almoço.

Leia também: Remédio caseiro para emagrecer funciona

Termogênico
Transforma em energia as calorias do corpo ingeridas na alimentação. Veja mais sobre os Termogênicos.

Como consumir:
2 vezes ao dia
1 hora antes do café da manhã
1 hora antes do almoço
Observações:
Os termogênicos levam um determinado período para apresentar resultados. Os mais fortes industrializados como o OxyElite Pro leva cerca de 20 dias para começar a consumir a gordura do corpo como combustível para o metabolismo. Os naturais comprados em farmácias de manipulação levam cerca de 3 meses.

Leia também: Kifina preço

Faseolamina
Encontrada no feijão branco, contém fibras que favorecem a digestão melhorando o funcionamento do intestino. Clique e veja mais informação sobre a Faseolamina.

Leia também: Farinha seca barriga preço

A Faseolamina tem o poder de inibir a ação da enzima que transforma carboidrato em glicose, portanto, o carboidrato vai direto para o intestino.

Caralluma


Leia também: Phytophen preço
A Caralluma bloqueia a absorção de carboidratos na digestão obrigando o organismo a queimar a gordura já existente. Além disso, também inibe o apetite. Saiba mais sobre a Caralluma.

Como Consumir:
30 minutos antes das refeições

Diuréticos
Os diuréticos ajudam a eliminar resíduos acumulados no corpo que causam inchaço e afins. Experiência própria, é ótimo para aqueles dias de menstruação. Clique e entenda mais sobre os diuréticos.

Como consumir:
Cada organismo reage de uma maneira. Teste consumir as cápsulas de diuréticos em jejum pela manhã com bastante água. O uso diário destes produtos não é recomendado.

Chás Diuréticos:
Você não precisa de cápsulas para acabar com a retenção de líquidos. Crie o hábito de tomar um litro e meio de água todos os dias e acrescente os chás de hibisco, cavalinha, dente de leão, cabelo de milho e outros na dieta!

E você? Conhece mais algum remédio natural para perder peso? Eles funcionam? Mande pra gente complementar nosso artigo com mais informações! Se já usou, nos conte também como foi a sua experiência!

Conheça os benefícios e malefícios do crossfit

O objetivo do artigo de hoje será o de falar sobre os benefícios e malefícios do crossfit. Deixo claro, desde o início, que minha ideia não é ficar elogiando e valorizando a prática, como se ela fosse a melhor que existe, tampouco, ficá-la expondo ao ridículo, como se nada nela prestasse.

O que espero, com este texto, é que o leitor apenas pare para refletir sobre a modalidade, entenda suas principais críticas (positivas e negativas), quais pessoas podem ser beneficiadas com a prática e quais devem se manter o mais longe possível dela, enfim, quero fazer algo honesto, sem vestir a camisa de nenhum time ou ficar comprando brigas sem sentido nas redes sociais, que é o que mais vemos hoje em dia. Sendo assim, mente aberta e boa leitura, com sabedoria!

Leia também: Phytophen é bom

O que é o Crossfit?

De maneira muito simplificada e resumida, muito mesmo, o crossfit é um tipo de atividade física que mistura movimentos de levantamento olímpico (lpo), com ginástica (olímpica) e aeróbios de alta intensidade, normalmente corrida. Tudo isto com o objetivo de desenvolver as capacidades físicas humanas, como flexibilidade, força, resistência, potência, etc., de forma harmônica e otimizada, privilegiando também movimentos funcionais.

Leia também: Kifina Anvisa

Sendo assim, num programa de treinamento desse tipo, encontraremos uma intensidade absurdamente alta, com exercícios multiarticulares realizados, muitas vezes, até a falha, em alto volume (diversas séries e repetições) e em formato de circuito, com bastante fadiga, curtos intervalos e muito impacto.

Para fecharmos esse mega resumo, vale mencionar também uma característica do crossfit que é o wod (workout of the day), que significa “treino do dia”, em português, e diz respeito ao programa de treino diário, com metas e exercícios que eles devem realizar.

Ele funciona?

Sim, o crossfit promove adaptações muito interessantes ao organismo, como ganho de força, agilidade, coordenação, melhora da resistência cardiorrespiratória e incrementos em flexibilidade.

Vale mencionar também a interessante perda de gordura que a atividade promove, inclusive de tecido adiposo visceral, que fica dentro da cavidade abdominal, formando aquela pança de tiozão que adora uma cerveja, sendo muito difícil de ser perdida.

O que ocorre aqui é que, por proporcionar uma atividade bastante intensa do sistema nervoso simpático, durante a prática do crossfit liberamos hormônios e neurotransmissores que conseguem se ligar a essa gordura de barriga de chopp, gastando-a, fato que não se observa (ao menos não em magnitude) em aeróbios de baixa intensidade, como uma caminhada, por exemplo.

Continuando, há ainda um aspecto muitíssimo positivo do crossfit, que é o estabelecimento de metas a serem superadas, que podemos juntar a outros pontos interessantes como utilização de um treino dinâmico e bastante diferente a cada sessão, quebrando com a monotonia que muitos veem na musculação, além, é claro, do espírito de grupo nesta atividade, que é bastante grande. Somem todos estes aspectos e o resultado será um enorme potencial motivacional, que é o grande segredo da popularização do crossfit, que ganhou, pelo terceiro ano consecutivo, o primeiro lugar em atividade física mais praticada do mundo…

Os Malefícios do Crossfit

O ponto mais preocupante sobre os malefícios do crossfit não é outro senão um assustador e elevado índice de lesões!

De forma simplificada, nosso melhor amortecedor de impacto são nossos músculos, porém, para que eles atuem, precisam estar preparados e aqui temos dois problemas: o músculo pode não estar apto a lidar com grandes sobrecargas, absorvendo-as, ou pode estar muito cansado para tanto, pois em situações de fadiga a capacidade do músculo de lidar com “choques” é muito diminuída.

Seja lá em qual situação o sujeito se enquadre, o impacto que o músculo não consegue absorver/restituir acaba sobrando para estruturas que não deveriam recebê-lo, como tendões, ossos e ligamentos, resultando em lesões crônicas, que ocorrerão no longo prazo.

Se esta fosse uma situação rara na prática do crossfit, tudo bem, porém, ela não é, pois é da sua natureza fazer exercícios numa intensidade absurda, até a falha, com muita carga, em movimentos multiarticulares, aumentando bastante as chances de lesão, que ficam ainda maiores se a pessoa for obesa ou tiver sobrepeso, pois o impacto do peso corporal em algumas atividades aeróbias ficará assustadoramente alto.

Continuando, temos também a questão da falta de condicionamento, ou seja, se o treino não for corretamente prescrito ao aluno, no que diz respeito ao volume e à intensidade, a sobrecarga poderá ser muito maior do que a que o sujeito poderia receber, o que gerará lesões.

Por fim, temos um fator que torna todo este cenário ainda pior, sendo um dos principais malefícios do crossfit: a falta de preparo de muitos profissionais que atuam na área! Vale mencionar que isto não é uma característica apenas desta modalidade, mas de todas, como da musculação, pilates, treinamento funcional, futebol, medicina, direito, engenharia, etc., e também, obviamente, que não são todos que prestam um serviço ruim, de péssima qualidade, mas sim uma parcela significativa dos que atuam.

Ocorre que muitos novatos são colocados a treinar ao lado de pessoas mais experientes, sem individualização correta do treino e, principalmente, das cargas que serão utilizadas, prejudicando toda uma progressão que deve ser pensada a fim de dar tempo para que as estruturas do sujeito se fortaleçam e suas capacidades físicas melhorem num ritmo correto.

Para comprovar tudo que falei até o momento, e mostrar que não estou fazendo nenhum sensacionalismo, vejamos, agora, algumas investigações científicas que se propuseram a demonstrar os malefícios do crossfit e a estudar os preocupantes índices de lesões que ele pode gerar:

– smith et al., 2012, “crossfit-based high intensity power training improves maximal aerobic fitness and body composition”: no programa de crossfit, que foi investigado com 54 pessoas, por 10 semanas, 11 dos sujeitos não conseguiram ir até o final, o que representa 20% da amostra. Os motivos foram lesões e despreparo físico.

– hak et al., 2013, “the nature and prevalence of injury during crossfit training”: este estudo é assustador, uma vez que dos 132 praticantes de crossfit que foram acompanhados, 97, ou seja, 73,5% dos participantes, apresentaram uma ou mais lesões durante a prática da atividade! No total, tivemos 186 lesões, sendo que 9 delas necessitaram de cirurgia…

– drum et al., 2016, “perceived demands and post-exercise physical dysfunction in crossfit compared to na acsm based training session”: este estudo comparou 157 indivíduos, dentre dois grupos, sendo um de praticantes de crossfit e outro de praticantes de atividades mais tradicionais, feito musculação. Pelo o que foi concluído, em média, crossfiteiros sempre apresentam maior sensação de dor durante o treino e depois dele, maior fadiga excessiva, dor muscular tardia e lesões.

Para fecharmos, segundo artigo de paul taro hak, “the nature and prevalence of injury during crossfit training, temos que aproximadamente 50% das lesões dos praticantes são todas na articulação dos ombros! A coluna responde com cerca de 40% e depois temos, como outras articulações relevantes, a do cotovelo, punho e joelho.

Outra coisa que assusta é que, para cada 1000 (mil) horas treinadas, temos um número de 3,1 lesões. A título de comparação, esse valor é três vezes maior do que o normal! Há ainda um trabalho comparando estas informações e que conclui que dentro de um período de apenas 18 meses de crossfit, um iniciante consegue o mesmo número de lesões que um praticante profissional de powerlifting em 20 anos de carreira! Assustador demais…

Considerações finais e conclusão

No artigo de hoje, vimos os benefícios e malefícios do crossfit. Em primeiro lugar, é importante ter em mente que se trata de uma atividade física interessante, que pode trazer muitos ganhos, porém, a forma como ela é utilizada, na maioria das vezes, é péssima, pois falha muito ao não respeitar a biomecânica do indivíduo, proporcionando assustadores e elevados índices de lesão.

Leia também: como queimar calorias

Se você é uma pessoa sedentária, que está acima do peso, que já possui lesões articulares ou problemas cardíacos, provavelmente o crossfit não seja a atividade física mais indicada a você, a menos, é claro, que você consiga um profissional bastante qualificado que lhe dê um programa de treinamento individualizado e adaptado, na forma de aulas de personal, caso contrário, a chance de lesão é de quase 100%.

Único problema desta abordagem, que precisa ser comentado, é que quando adaptamos um método ele, quase sempre, perde sua essência. Sendo assim, neste caso, pode ser que sua atividade nem mais configure como crossfit, mas você estará pagando caro por ela…

Se, por outro lado, você é uma pessoa que tem bastante experiência com atividade física, bom condicionamento, estruturas corpóreas fortalecidas e, quem sabe, pratica esportes de forma amadora ou profissional, o crossfit poderá lhe proporcionar ganhos interessantes e com segurança, se forem bem planejados.

Nunca pensem em atividades físicas como certas ou erradas, mais sim como mais ou menos adequadas a determinados grupos de indivíduos. Além disso, é muito importante que o praticante de qualquer modalidade goste do que faz, pois isto gera envolvimento e aderência, evitando que a pessoa desista.

Ficamos por aqui! Espero ter ajudado um bocado com este artigo no desenvolvimento do senso crítico de vocês e também tirado dúvidas sobre os benefícios e malefícios do crossfit! Não se deixem orientar por amadores e aventureiros: aceitem apenas informações de profissionais altamente qualificados e atualizados, que sabem do que estão falando, pois estudam constantemente, conhecem a prática de trabalho e se baseiam em ciência, e não em achismos, lendas e tradições.

Tipos de Dietas para Emagrecer Rápido e Perder Peso

A primeira coisa que deve considerar qualquer pessoa que quer perder peso é que nenhuma dessas dietas para emagrecer são milagrosas. Requerem de um sacrifício extraordinário e uma capacidade de superação muito importante.

Existem muitas dietas saudáveis para emagrecer, algumas delas, são dietas para emagrecer rapido.
A maioria de dietas buscam perder peso rapidamente, atingir o peso ideal no menor curto de temo possível e não sofrer com a fome. É muito importante acompanhar a dieta com restrição de alguns alimentos, também é fundamental considerar o horário quando o alimento é consumido e as características da pessoa que faz a dieta. Nunca deve se inciar uma dieta para emagrecer sem contar com a supervisão de um médico nutricionista

Aqui não existem segredos: Há que comer menos, melhor e queimar mais gordura. Os alimentos e seus componentes são importantes na elaboração de uma dieta. Dizem que tem um impacto importante em nosso organismo. Ai que nasce aquela frase famosa: “Somos o que comemos”. Os alimentos que comemos determinam a nossa saúde. Por isso há que variar a nossa dieta, complementar ela com frutas e verduras ou legumes. É necessário que cada um de nos conheça que alimentos favorecem a perdida de peso em nosso corpo e quais não. Não são os mesmos para cada um de nos e, obviamente, encontrar os melhores para nos vão permitir perder peso e melhorar a nossa qualidade de vida.

As dietas saudáveis para equilibrar são aquelas que misturam o consumo de alimentos saudáveis para cada pessoa com a prática de um exercício que permita queimar toxinas e gorduras. Esses dois elementos e a força de vontade são os ingredientes mágicos para perder peso.

Dietas equilibradas e efetivas para perder peso
Cada pessoa que quer emagrecer e melhorar a sua qualidade de vida pergunta: Qual é a melhor dieta para emagrecer? ou quais são as dietas mais efetivas?. Conseguir perder peso para atingir o peso ideal não tem que ser um problema porque não sempre é possível chegar a meta, mas, sim a um nível excelente onde pode se perder peso.

As dietas que são efetivas tem pelo menos cinco elementos comuns, cinco alimentos que nunca falham e que sempre provocam bem-estar:
O primeiro de eles são as dietas ricas em proteínas. O principal alimento é a carne, porque nosso corpo requer de esses nutrientes para funcionar basicamente. Por isso é muito importante incorporar a nossa dieta para perder peso carne magra, peru, frango, porco, peixe e também legumes. São ingredientes muito utilizados nas dietas proteicas.

O segundo alimento são as frutas e as verduras. É verdade aquilo que tantas vezes repetimos e que diz que é necessário consumir pelo menos cinco peças de frutas e porções de verduras por dia. Não só permite perder peso, também contribui para melhorar ou manter nossa saúde. Ou o que é a mesma coisa, ajuda a prever doenças. Cada uma das comidas do dia deve ir acompanhada por frutas e verduras. De qualquer tipo e cor. Pode misturar fruta com cereais pela manha, salada com a jantar e peças soltas para lanches.

Outros alimentos indispensáveis nas dietas saudáveis são os produtos integrais: especialmente o trigo, arroz e aveia. O último pode ser misturado com iogurte. De fato, cada dia que passa, os estabelecimentos especializados oferecem maior numero desse tipo de produtos integrais.

Os lácteos são muito recomendáveis em nossas dietas pensadas para conseguir o peso ideal. Em primeiro lugar por seus nutrientes animais e em segundo lugar pela importante dose de cálcio. Os queijos são bons, porem, tentaremos evitar os mais gordurosos como o azul. Os iogurtes e um copo de leite são básicos e muito bons em qualquer momento do dia.

Para finalizar, o quinto alimento indispensável são as gorduras saudáveis. Contrariamente ao que escutamos. As gorduras não saturadas não é que sejam ruins, elas são boas para o coração. Nozes, abacates, peixes gordurosos e azeite de oliva não podem falhar em qualquer dieta.

Não só se trata de pensar em escolher bem os alimentos que melhor vão se adaptar a nossa dieta de perder peso. Podemos escolher os mais saudáveis, os menos gordurosos ou os mais digestivos, porém, sua mistura pode estragar os efeitos positivos. É o que conhecemos como a dieta dissociada. Não há demonstração cientifica que demonstre mas a logica se impõe na forma de entender o consumo de alimentos e definitivamente no conceito de dieta.

O principio básico dessa dieta tem que ver com a energia que consumimos. Comeremos segundo o que queimemos. Assim conseguiremos um peso ideal sem fome e com uma boa digestão.

De forma geral, não é permitido misturar alimentos ricos em proteínas, como peixes, ovos ou carne, com cereais, pão, massas, arroz ou legumes (hidratos de carbono).

Também não devem se juntar gorduras com proteínas. Ou seja, frituras com carne e peixe cozido ou oleo. Verduras e batatas não são casamento perfeito. Pelo contrario, legumes e verduras sim combinam perfeitamente, ainda que não com fruta.

Aqui chegamos a um ponto que tira para abaixo o habito e as costumes alimentares de muitas gerações. A fruta não pode ser consumida junto com outros alimentos e sim sozinha. Também há que comer diferentes tipos de frutas juntos.

E para o café, esqueça dos açucares e confie nos adoçantes. Nada de álcool nem refrigerantes que são carregados de açucares desnecessários.

Leia também: Dieta de emergência

ATENÇÃO: Quer saber como perder em media 7 kg por mês? Sem passar fome e sem exercícios malucos?

Clique Aqui GRATUITAMENTE para Assistir o Vídeo que pode mudar a sua vida!

Leia também: Kifina Anvisa

Então, não duvide mais, não importa qual é seu estilo de vida, há um tipo de dieta e nesse site você vai encontrar as mais importantes:

Dieta Dukan
Dieta Atkins
Dieta da Lactose
Dieta da Proteina
Dieta da Sopa
Dieta da USP
Dieta detox
Dieta de Glúten
Dieta do tipo sanguíneo
Dieta dos pontos
Dieta Low Carb
Dieta Paleo
Aprenda a perder barriga em 15 dias
Mas, o mais importante, se você está interessada ou interessado em perder peso de forma rápida e com saúde, olhe essa solução que está surpreendendo Brasil todo e que chegou há pouco tempo ao nosso pais. Estou falando do Garcinia Optima. Lembre-se que uma boa dieta também pode ajudar a controlar a hipertensão.

Leia também: Phytophen Anvisa

Vídeo sobre Dieta para Emagrecer rápido

Não esqueça que toda dieta deve ir acompanhada de um treino e para isso recomendamos o desafio vip 60, para mais informações sobre o treinamento de alta intensidade para emagrecer pode visitar a pagina http://desafiovip60dias.info/

Lembre-se que também existem agora produtos como os shakes emagrecedores que estão dando excelentes resultados para as pessoas que o consumem. Um dos produtos que estão fazendo sucesso na perca de peso das brasileiras é o Lineshake. Um shake emagrecedor que complementado com uma dieta saudável, garante excelentes resultados para quem consuma.

Creme Firmador Funciona

Creme Firmador
A linha Creme Firmador assegura benefícios que vão além de perfumar e hidratar o corpo, ela também promete trazer firmeza à pele, tornando-se assim a primeira linha de performance da marca.

PRODUTOS
A identidade visual da linha é assinada pela artista catarinense Renata Moura, que compôs o design das embalagens e ilustrações a partir dos contornos e cores vibrantes do fruto e de símbolos da cultura nordestina. Uma gracinha essa pegada meio vintage das embalagens, né?

Leia também: Skin renov reclame aqui

Aliás, eu acho incrível que até na escolha dos artistas que ajudam a conceber a identidade dos produtos, a L’Occitane au Brésil exalta muito sua brasilidade ♥

Leia também: Creme firmador funciona

SABONETE MASSAGEADOR CAJÚ

Inspirado nas belas curvas do Caju, este sabonete de base vegetal limpa e massageia o corpo. Com partículas de Caju, ele ajuda a ativar a circulação da pele com a ação da massagem, preparando-a para receber o tratamento cosmético firmador.

Preço médio R$23 | 90 g | Veja mais informações no site de L’occitane au Brésil

CREME HIDRATANTE FIRMADOR CAJÚ

Este creme hidratante com extrato de Caju proporciona uma ação firmadora na pele imediatamente após a aplicação*. A fórmula com efeito tensor deixa a pele visivelmente mais firme e resistente*, além de mantê-la hidratada por 48 horas**.

*Teste em uso com 33 voluntárias por 4 semanas.
**Teste de corneometria com 12 voluntárias.

Preço médio R$105 | 200 ml | Veja mais informações no site de L’occitane au Brésil

O QUE EU ACHEI
Testei o produto durante 45 dias, aplicando em apenas uma das pernas e um lado do bumbum, assim eu teria como comparar o resultado a olho, e não só no feeling, sabe?

Visualmente o creme não fez muita diferença. PORÉM acho importante dizer que minha pele é bem firme, então talvez eu não seja referência neste quesito. Usei o sabonete massageador durante o banho para ativar a circulação na região e depois, com a pele fresca, aplicava o creme firmador. Fazia esse ritual 1 vez ao dia e logo nas primeiras vezes já conseguia sentir a pele mais firme.

Essa sensação prevaleceu durante os 44 dias restantes de teste. Bem aos pouquinhos a pele ficava mais firme e eu conseguia sentir essa melhora através da diferença de textura de uma perna para a outra. Alguns dias depois que terminei o teste, a pele voltou ao normal – ou seja, o efeito não é duradouro.

RESUMINDO
O creme firmador Cajú é um excelente hidratante com benefícios. Além disso, nunca senti uma textura tão encorpada e densa em um hidratante corporal. Só de pegar no produto você já tem a impressão que ele funciona mesmo, sabe? Talvez se você tiver uma pele mais flácida, ele possa fazer milagres, haha!

Os únicos pontos negativos que observei é que o efeito firmador não perdura e ele não rende tanto. Se eu tivesse aplicando nas duas pernas e bumbum, além de barriga e braços, provavelmente ele duraria pouco mais de um mês.

Dicas para homens que sofrem com impotência

Disponível apenas com receita médica, eles têm várias contra – indicações e efeitos colaterais. Tenha cuidado para não se casar com suco de frutas cítricas. E para verificar com um especialista que não é contra-indicado com outro dos seus tratamentos.

Você pode usá-los a curto prazo se suas preocupações forem temporárias (falta de autoconfiança, celibato prolongado). Mas também a longo prazo, se a sua ereção suave é causada por uma condição como diabetes ou hipertensão.

Seu médico também pode prescrever terapia hormonal se o problema for seu nível de testosterona. Isso permitirá que você encontre mais força muscular em seu pênis. Mas também seu desejo sexual. 

Tratamentos locais

Você também pode ser prescrito tratamento local. Começando com a inserção em sua uretra de um supositório para ajudar os músculos do seu sexo a relaxar.

Ou substâncias que lhe permitirão ter uma ereção de melhor qualidade. Mais uma vez, essas soluções só estão disponíveis sob prescrição médica. E se o problema vem de uma doença reconhecida, você pode obtê-los reembolsados ​​pela segurança social .

Se a injeção puder ser assustadora, devido à maneira como ela é administrada, saiba que ela não é dolorosa. O seu médico pode dizer-lhe como proceder. Para que você possa reproduzir o gesto com segurança em casa. Hoje em dia, você pode contar com a caneta auto-injetora, o que facilita muito o procedimento.

Conheça nosso blog preferido sobre impotência.

Próteses penianas

Como último recurso, seu médico pode sugerir que você coloque uma prótese. Esta solução só será avançada se todos os outros tratamentos falharem. Ou não são apropriados para a sua situação (especialmente se você tem diabetes e tratamentos orais são ineficazes). Tenha cuidado, porém, para pensar cuidadosamente antes de tomar essa decisão. Além de ser definitivo, representa certos riscos.

Existem três tipos de próteses:

  • rígida;
  • semi-rígida;
  • Neste caso, você precisará usar uma bomba para preencher as partes dentro do seu corpo cavernoso com um líquido salino.

É basicamente o seu background que lhe permitirá escolher a melhor prótese para você . Mas também considere o uso que você faz dele e os resultados estéticos. A postura geralmente dura uma hora. E a taxa de satisfação dos homens que tiveram uma prótese peniana está entre 90 e 99%.

Mas também …

Entre as outras soluções para neutralizar uma ereção suave, você pode:

  • seguir um tratamento anti-tabagismo;
  • mudar dietas (menos gordura e mais esportes);
  • ter você operado se você sofre de Peyronie;
  • use uma bomba de vácuo colocada em seu sexo (geralmente equipada com um anel que vai apertar a base do seu pênis);

Quando ver um médico?

Como você acabou de ver, quase todas as soluções apresentadas neste artigo exigem o endosso (e a prescrição) de um médico. Antes de ir consultar, você deve esperar até que sua ereção suave seja persistente. De fato, tais tratamentos não serão necessários ou úteis se você simplesmente passar por uma fase de colapsos sexuais ocasionais.

Geralmente, é aconselhável esperar até que esses distúrbios persistam por mais de 3 meses. E que geram uma verdadeira dor psicológica ou fisiológica. E, embora possa ser intimidante conversar com seu médico, esteja ciente de que ele está acostumado a discutir esses tópicos com esses pacientes. Mas também que a disfunção erétil é muito mais comum do que você imagina.

Comece com uma primeira consulta apenas . Certamente será mais fácil para você abordar o assunto sem o seu parceiro. Mas, eventualmente, seu envolvimento é muito importante para ajudá-lo a superar sua ereção suave.

Como prevenir a ereção suave: mude seu estilo de vida

Mesmo que sofra de ereção suave, saiba que esse problema pode ser resolvido com muita facilidade. E isso não é de forma alguma reversível. Você também pode evitá-lo tomando certas precauções. E adotando um estilo de vida mais saudável.

  • Adopte uma dieta mais saudável. Em particular, evite alimentos gordurosos, doces ou salgados.
  • Exercite-se regularmente e bem.
  • Evite o consumo de álcool. Na verdade, o alcoolismo pode prejudicar seus nervos, criando uma ereção suave persistente. Em qualquer caso, o consumo de álcool não é recomendado se você estiver tomando  tratamento oral para a sua disfunção erétil.
  • Pare o tabaco. Fumar vai entupir suas artérias.
  • Vá em uma dieta se você estiver com sobrepeso.

Para medidas preventivas em relação às causas psicológicas de sua ereção macia, enfatize seus esforços para se comunicar com seu parceiro. Ou um sexólogo que permitirá que você adote um ponto de vista fora de sua situação. E para encontrar mais facilmente soluções para sair.

15 dicas para se tornar um bom tiro

Você tem sido o melhor tiro de Xavier e o pior de Bertrand. Isso é normal: na cama, somos dois. E é esse encontro que nos leva ao melhor e ao pior. Mas para estar no topo da linha e evitar erros, aqui estão 15 dicas para tornar as pernas no ar um verdadeiro sucesso e tornar-se inesquecível.

Eu atiro meus complexos

Eu tenho cinco quilos de excesso e triplos cabelos que excedem a minha calcinha, mas eu não me importo. Eu assumo e deixo meu corpo se render ao prazer, mesmo que não o ache perfeito.

Eu gosto de
sexo, sexo, cheiro, mãos e meu no peito dele. Eu gosto do momento, o compartilhamento, o prazer. Uma garota que vive o momento excita seu parceiro.

Eu conheço meu corpo
Com experiência e masturbação, eu sei onde está meu prazer. Geolocalização de seus vulcões facilita a abertura para os outros e para aproveitar mais.

E eu domino.
Eu sei o comprimento das minhas pernas e o espaço que preciso em uma cama de 160 para voltar para mim. Então, evito a falta de jeito. Dando um golpe na parede ou na parte de trás de seu parceiro, faz blues e barulho.

Leia sobre o estimulante chamado Macho Power.

Eu não estou na performance
Para querer ser muito técnico, arrisco a intelectualizar o ato sexual em vez de vivê-lo. Pensar demais é a melhor maneira de perder o erotismo.

Estou ouvindo
, confio na respiração do meu parceiro para saber o que ele gosta e não gosta. Responder ao prazer dele sempre lhe dará mais.

Eu
não faço a estrela-do-mar mesmo se estivermos no chuveiro. Se eu for passivo e não tomar nenhuma iniciativa, meu parceiro ficará entediado.

Eu trabalho minha flexibilidade de espírito
, sou aventureiro. Eu tento sacudir meus hábitos diários e me surpreendo. Eu vou ao cinema sozinha e eu finalmente gosto de ostras. Talvez seja assim que um dia estarei aberto à sodomia.

Eu tomo meu tempo
eu me demoro em preliminares e ando devagar pelo corpo do meu parceiro. Eu construo a pressão e ele pode ficar louco.

Eu curo minha boca e meus dentes

Um sorriso bonito, esse charme. Monsieur só vai morder meus lábios. Durante o fellatio, a própria ideia de que a minha linda boca toca o seu sexo vai deixá-lo louco.

Eu trabalho meus olhos
Antes do sexo, eu olho diretamente nos olhos. Durante o sexo, eu os fodo. Um bom Smoky Eyes e eu o arrasto onde quiser.

Eu aprendo a ficar quieto.
Ser misterioso de vez em quando e surpreendê-lo quando, de repente, peço um estilo cachorrinho ou ordeno que ele se ajoelhe.

Eu dramatizo eu
aprendo a rir de uma posição que não pode ser reproduzida. A ideia não é rir por uma hora, mas jogar para baixo. Ditto se Monsieur tem um colapso: eu não faço um bolo. Nós nos relativizamos juntos.

Eu curo minhas mãos Mãos
bonitas pedem carícias. Belas unhas com arranhões eróticos. Seria uma pena perder minha parte da tigresa. É bom ser selvagem.

Eu hidrato e curo minha pele
pele macia é uma obrigação, dá ao homem o desejo de nos comer (todas as noites). Para o homem apreciar o melee, você deve evitar ser tão áspero quanto um pedaço de uísque sujo.

Agradecimentos a Alexandra Hubin, doutora em Psicologia e Sexóloga e Fundadora da Sexologia Positiva. 

Deficiência de ereção: causas psicológicas e disfuncionais

Quais são os fatores psicológicos – ou disfuncionais – das dificuldades de ereção?

Ansiedade, depressão e estresse crônico são os três inimigos da ereção mais importante do ponto de vista psíquico. A história exata de muitos pacientes com distrofia erétil mostra que eles sofreram em uma idade precoce de déficits ocasionais em resposta ao estresse, depressão, ansiedade ou mesmo pequenas quantidades de álcool. 
Essa observação sugere que alguns fatores de vulnerabilidade (1-3) estão presentes em muitos sujeitos ao longo da vida e podem contribuir para deslocar o equilíbrio da competência eretiva entre função ou déficit, provavelmente atuando como variáveis ​​independentes. 
Esses fatores funcionais de vulnerabilidade incluem os chamados fatores psicogênicos(com sua coorte de aspectos intrapsíquicos, bioquímicos e relacionais) e alterações bioquímicas secundárias ao álcool, dismetabolismo, drogas, drogas, estresse físico e assim por diante. 
O modelo interpretativo que mais respeita a realidade é, portanto , multifatorial , em que o diagnóstico de fatores predisponentes, precipitação ou manutenção, responsável pelo déficit erétil, remete a um modelo de vulnerabilidade em uma perspectiva longitudinal (tempo de vida).
Para melhorar sua vida sexual comece a fazer uso do estimulante masculino Ultrag.

O que significam os fatores “disfuncionais”?

Neurotransmissores – substâncias com as quais as células nervosas comunicam entre si e com o resto do corpo – são o ponto chave biológico em que os fatores psicológicos tornar funcional (e, portanto, biológica ou microestrutural) e interferindo com o maneiras neuroendócrino e autonômico que coordenam , entre outras coisas, também ereção. 
A distinção entre fatores funcionais e orgânicos (macroestruturais) está, portanto, relacionada às nossas ferramentas de investigação. Quanto maior a atenção clínica aos aspectos funcionais, maior a possibilidade de reconhecer os sinais e sintomas no nível diagnóstico e terapêutico.

O que significa “psicogênico” hoje?

O termo “psicogênico” indica brevemente que um déficit erétil é devido a uma série de fatores interpessoais ou intrapsíquicos, e que não há fatores “orgânicos”. 
A “seletividade da eretividade” sempre foi considerada a característica desta condição: a lógica sugeria que se um homem pudesse ter uma perfeita ereção em certas circunstâncias (por exemplo, com masturbação) e em outras não (por exemplo, durante coito), anatomia e fisiologia tinham que estar intactas. A prática clínica mostra que nem sempre isso é verdade, pondo definitivamente em questão a obsoleta dicotomia entre psicogênico e orgânico (1-3).
Alguns exemplos mostrarão como os fatores “psicogênicos” podem simular danos orgânicos e levar a erros diagnósticos e terapêuticos. Os fatores psicogênicos mais comuns são depressão, ansiedade e estresse crônico.

Como a depressão pode alterar a função eretiva?

A depressão pode causar o déficit erétil de diferentes maneiras: 
– reduz o desejo e a pulsão erótica; 
– altera os ritmos do sono (na fase REM, ou seja, sono com sonhos e não-REM); 
– modifica comportamentos individuais e interpessoais (1-2). 
Depressão maior pode causar ereção completa de ereções noturnas associadas à fase REM; As mesmas repercussões podem ser induzidas por sonhos de alta ansiedade. Como conseqüência, o registro de ereções noturnas (TNP) pode ser falsamente negativo devido a fatores psicogênicos, que serão, portanto, cuidadosamente investigados sempre que um TNP negativo estiver presente.

Por que a ansiedade de desempenho pode interferir na ereção?

Esta expressão refere-se à incapacidade de um homem para se concentrar em seus sentimentos de excitação, porque ele se tornou um espectador e juiz ansioso de seu desempenho sexual. A dificuldade ou incapacidade de ouvir as sensações físicas de prazer torna difícil alcançar e manter uma ereção, o que aumenta ainda mais a ansiedade nas tentativas subsequentes. 
A ansiedade pode ser agravada por medos e problemas específicos: os casos mais frequentes dizem respeito ao medo da intimidade sexual, agressão, perda de controle, ansiedade de castração, sentimentos de culpa e imaturidade ou fragilidade da identidade sexual. .
A conseqüência destes vários fatores psicogênicos é um terremoto neuroendócrino do tipo adrenérgico, que se caracteriza pela liberação no sangue de altas quantidades de adrenalina que paralisam a ereção e / ou sua duração.

Transtornos sexuais masculinos, saiba mais aqui

Transtorno sexual é um problema que muitas pessoas enfrentam: homem, mulher, casal ou solteiro … Mas muito poucos se atrevem a conversar com seu médico até que o problema não seja grave e que a vida de um casal não seja ainda não ameaçado.

Os distúrbios sexuais são bastante comuns, entre 30 e 45% da população , mas a maioria dos casos é tratável.

Para ajudar homens e mulheres a ter uma relação satisfatória e um relacionamento íntimo que é sempre satisfatório, este artigo os acompanha na detecção e tratamento de distúrbios sexuais, uma dificuldade que nem sempre é óbvia de se superar para algumas pessoas.

O tratamento de distúrbios sexuais é feito por medicação quando a causa é física e por psicoterapia quando a causa é psíquica. Mas é possível que os dois tratamentos sejam combinados para ter um resultado melhor.

Neste guia, você encontrará todas as nossas dicas para detectar um distúrbio sexual em casa ou em seu parceiro e nossas soluções para remediá-lo.

Definição e classificação de distúrbios sexuais

O que é um distúrbio sexual?

O distúrbio sexual é um problema que ocorre durante uma fase do ciclo de resposta sexual. Em seguida, impede a pessoa ou o casal de trazer ou sentir satisfação durante um relacionamento sexual.

Assim, os distúrbios sexuais incluem todos os fatores bloqueadores, fisiológicos ou psicológicos, que impedem uma pessoa de ter uma relação sexual completa e satisfatória.

Para ter relações satisfatória conheça o produto Lib Power.

Quem é afetado por esses distúrbios?

Os distúrbios sexuais são particularmente comuns. Estudos têm mostrado que 4 a 9% dos homens têm um distúrbio erétil e que 4 a 10% têm um problema com a ejaculação. A prevalência de distúrbios sexuais em mulheres é particularmente alta, 25 e 63%. A maioria das mulheres com distúrbio sexual tem problemas com desejo sexual e orgasmo.

Apesar dessa freqüência, nenhum estudo epidemiológico foi realizado nesses anos para determinar se todos os casos podem ser classificados como “doenças”.

Todos os homens e mulheres de diferentes idades podem sofrer de um distúrbio sexual, mas algumas pessoas podem estar em alto risco. É o caso de pessoas com problemas cardiovasculares, psíquicas, hipertensão, diabetes, estresse, ansiedade, falta de autoconfiança, idade avançada …

Como observado anteriormente, o distúrbio é um problema que pode afetar a todos e se manifestar em qualquer idade, mesmo se houver uma população em risco.

Nos humanos, muitas pessoas são afetadas por esse distúrbio sexual:

  • dificuldades em atingir o orgasmo (8%),
  • ejaculação precoce (5%)
  • colapso da ereção (10%).

Para as mulheres, o número de mulheres envolvidas seria aproximadamente:

  • 7% (dificuldade em atingir o orgasmo),
  • 35% (falta de lubrificação),
  • 46% (transtornos do desejo sexual)
  • 25% (dor durante o sexo).

Os sintomas

Os problemas sexuais são geralmente chamados de disfunção sexual pelos médicos. Como nos homens, como nas mulheres, os sintomas podem ser diferentes de um distúrbio para outro, mas há, no entanto, sintomas que são reconhecíveis e permitem que os médicos conheçam os distúrbios sexuais.

Os sintomas de distúrbios sexuais em homens são caracterizados por uma incapacidade de atingir ou manter uma ereção satisfatória durante a relação sexual, uma ausência de ejaculação ou uma incapacidade de controlar no momento da ejaculação.

Nas mulheres, a disfunção sexual geralmente resulta em incapacidade de atingir o orgasmo, lubrificação insuficiente antes e durante a relação sexual ou incapacidade de relaxar os músculos vaginais para permitir a penetração.

Alguns sintomas também podem ser visíveis em homens e mulheres, como diminuição do desejo, dor durante a relação sexual ou incapacidade de atingir o orgasmo.

Remédios para emagrecer: funcionam mesmo?

Remédios para emagrecer: funcionam mesmo?

Quando o excesso de peso representar um risco à saúde ou quando houver ineficácia no tratamento de base, os remédios para emagrecer podem ser usados, mas com acompanhamento médico.

Ao longo da história da sociedade humana, o padrão de beleza se mostrou bastante variável de acordo com o tempo e o lugar. Houve uma época, no Renascimento, em que a mulher considerada bonita tinha que ser mais “cheinha”, pois isso indicava que ela tinha uma condição econômica que a permitia se alimentar “bem”, algo raro naquela época.

Hoje ocorre o contrário, o padrão de beleza é uma mulher dotada de uma magreza que beira a desnutrição. No entanto, ambos os padrões citados contrariam as normas de saúde e bem-estar. Problemas como a anorexia e a bulimia têm sido desencadeados em razão da imposição de um padrão de beleza que ataca a autoestima das pessoas (e que, muitas vezes, não é nem mesmo possível de ser alcançado, mantendo-se a saúde).

Por outro lado, a obesidade é sim um fator de alto risco de saúde, sendo considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMC) como uma doença crônica, que pode levar a problemas cardíacos, diabetes, colesterol alto, etc.

Assim, muitas pessoas obesas – principalmente jovens, que são bastante influenciáveis pela mídia, propagandas e conceitos de outras pessoas – acabam recorrendo ao uso de drogas (remédio, fármacos e medicamentos) como tratamento contra a obesidade. Mas surgem várias dúvidas:

Será que os remédios realmente ajudam a emagrecer?
Quais os riscos e benefícios desse tipo de tratamento?
Só os remédios já são suficientes para a pessoa deixar de ser obesa?
Entender a composição química desses medicamentos e seus efeitos pode ajudar a esclarecer esses questionamentos.

Leia também: Kifina Anvisa

A Química desenvolveu várias drogas que são, sim, extremamente importantes no tratamento contra a obesidade. Por exemplo, algumas agem no hipotálamo, que é a parte do cérebro que atua no controle do apetite. Desse modo, existem fármacos que diminuem a fome (catecolaminérgicos) e outros que aumentam a saciedade (serotoninérgicos).

Existem também aqueles que diminuem a absorção de gorduras.

No Brasil, no ano de 1999, tivemos o lançamento do orlistat (Xenical®), primeiro inibidor seletivo de lipases intestinais, as quais são responsáveis pela clivagem e posterior absorção dos ácidos graxos.

No entanto, se esses “remédios para emagrecer” não forem administrados na forma correta, podem até mesmo matar. Casos desse tipo ocorrem com o uso de anfetaminas, substâncias orgânicas do grupo das aminas, que atuam no sistema nervoso central, diminuindo a sensação de fadiga e reduzindo o apetite. A principal anfetamina é a benzedrina, cuja fórmula está representada a seguir:

Esse medicamente, conhecido como “bolinha”, não pode ser usado sem recomendação médica, pois seus efeitos colaterais são muito perigosos. Além da dependência química, outros efeitos são: dores de cabeça, palpitações, aumento crônico da pressão arterial e “psicose de anfetamina”, que é uma crise parecida com a esquizofrenia, na qual a pessoa tem alucinações e se torna mais agressiva.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉
Estudos mostram que alunos que usam anfetaminas têm o seu comportamento alterado, tornando-se agressivos, desrespeitosos, descuidados, desinteressados e ao fazerem exames escolares, ficam inseguros e podem responder coisas que não estão relacionadas aos assuntos pedidos nas questões.

O maior problema do uso desses remédios é a falta de orientação médica. Muitos usam esses remédios sem necessidade. Além disso, um fato que a pessoa deve ter em mente é que o uso de drogas no tratamento contra a obesidade e até mesmo a realização de procedimentos médicos não são suficientes para a perda permanente de peso.

É por isso que o Ministério da Saúde realizará uma campanha em mais de 2.500 municípios, dos dias 5 a 9 de março de 2012, com o tema: Prevenção da obesidade na infância e na adolescência, iniciativa integrada ao Programa Brasil sem Miséria, lançado pela Presidência da República em 2011. Essa campanha promoverá diversas ações que visam prevenir e controlar a obesidade, em escolas públicas do país, de educandos na faixa etária de 5 a 19 anos.

Leia também: Phytophen Anvisa

Será mostrado que o tratamento da obesidade se baseia em exercícios físicos e em mudanças dos hábitos alimentares. Quando o excesso de peso representa um risco à saúde ou ocorre uma ineficácia do tratamento de base, é necessário então um acompanhamento de apoio ao paciente por especialistas.

Esse acompanhamento será feito por equipes de Saúde da Família ligadas à Unidade de Saúde Básica (UBS), que se deslocarão até à escola para examinar as crianças e desenvolver práticas educativas de promoção, prevenção e avaliação das condições de saúde. Além disso, também serão programadas visitas da comunidade às Unidades Básicas de Saúde, ação prevista dentro da estratégia Saúde Mais Perto de Você.

Somente nos casos citados em que há risco de saúde e quando a mudança nos hábitos alimentares aliada a atividades físicas não funcionar, é que os médicos decidem se é necessário que se associem ou não medicamentos ou procedimentos cirúrgicos. Para tal, são considerados vários fatores, tais como a faixa etária, o sexo, o tipo físico, a constituição familiar, racial, fatores culturais e avaliação dos hábitos alimentares.