Proteja sua ereção: 11 Dicas

Proteja sua ereção: 11 Dicas

A disfunção erétil (DE) se torna mais comum à medida que os homens envelhecem. Mas não é necessariamente uma parte normal do envelhecimento. Como você pode evitar ED? Aqui está o que os especialistas disseram ao WebMD.

1. Observe o que você come.
Uma dieta que é ruim para o coração de um homem também não é boa para sua capacidade de ter ereções.

A pesquisa mostrou que os mesmos padrões alimentares que podem causar ataques cardíacos devido ao fluxo restrito de sangue nas artérias coronárias também podem impedir o fluxo sanguíneo para dentro do pênis. O fluxo sanguíneo é necessário para o pênis ficar ereto. Dietas que incluem muito poucas frutas e legumes, juntamente com muitos alimentos gordurosos, fritos e processados ​​podem contribuir para a diminuição da circulação sanguínea em todo o corpo.

Qualquer coisa que seja ruim para o coração de um homem também é ruim para seu pênis, diz Andrew McCullough, MD, professor associado de urologia clínica e diretor do programa de saúde sexual masculina do New York University Langone Medical Center.

Estudos recentes mostram que o ED é relativamente incomum entre homens que comem uma dieta mediterrânea tradicional, que inclui frutas, legumes, grãos integrais, gorduras saudáveis ​​para o coração, incluindo nozes e azeite, peixe e vinho, particularmente vermelho.

CONTINUE LEITURA ABAIXO
VOCÊ PODE GOSTAR
SLIDESHOW
Slideshow: Um guia visual para baixa testosterona
Um mergulho no desejo sexual de um homem pode ser um sintoma de baixa testosterona – ou uma parte normal do envelhecimento. Veja os sintomas e tratamentos para ‘Low T’ nesta apresentação de slides da WebMD.
‘A ligação entre a dieta mediterrânea e a melhora da função sexual foi cientificamente estabelecida’, diz Irwin Goldstein, MD, diretor de medicina sexual do Hospital Alvarado, em San Diego.

2. Mantenha um peso saudável.
Estar acima do peso pode trazer muitos problemas de saúde, incluindo diabetes tipo 2, que pode causar danos nos nervos por todo o corpo. Se o diabetes afeta os nervos que alimentam o pênis, pode ocorrer ED.

3. Evite pressão alta e colesterol alto.
Colesterol alto ou pressão alta podem danificar os vasos sanguíneos, incluindo aqueles que levam sangue ao pênis. Eventualmente, isso pode levar a ED.

Verifique se o seu médico verifica seus níveis de colesterol e pressão arterial. Você também pode querer verificar sua pressão arterial entre consultas médicas. Algumas lojas e postos de bombeiros oferecem exames gratuitos. Monitores de pressão arterial também são vendidos para uso doméstico.

Se o seu colesterol ou pressão arterial estiver fora de sintonia, consiga o tratamento.

Os medicamentos para pressão sangüínea podem dificultar a ereção. Mas os médicos dizem que muitos casos de disfunção erétil que são responsabilizados por essas drogas são causados ​​por danos arteriais resultantes da pressão alta (também chamada de hipertensão).

4. Beba álcool com moderação ou nada disso.
Não há evidências de que o consumo moderado ou mesmo moderado de álcool seja prejudicial à função erétil, diz Ira Sharlip, professora de urologia da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia em San Francisco. Mas a ingestão crônica de álcool pode causar danos no fígado, danos nos nervos e outras condições – como interferir com o equilíbrio normal dos níveis de hormônios sexuais masculinos – que podem levar à disfunção erétil.

5. Exercite-se regularmente.
Evidências fortes ligam um estilo de vida sedentário à disfunção erétil. Correr, nadar e outras formas de exercício aeróbico foram mostrados para ajudar a prevenir ED.

Cuidado com qualquer forma de exercício que exerça pressão excessiva sobre o períneo, que é a área entre o escroto e o ânus. Tanto os vasos sanguíneos quanto os nervos que alimentam o pênis podem ser afetados negativamente por pressão excessiva nessa área. Goldstein diz que andar de bicicleta, em particular, pode causar disfunção erétil.

Um passeio curto ocasional é improvável que cause problemas. Mas os homens que passam muito tempo pedalando devem se certificar de que sua bicicleta os encaixa corretamente, usar calças de ciclismo acolchoadas e se levantar com frequência enquanto pedala.

Assentos de bicicleta ‘sem nariz’ protegem contra dormência genital e disfunção sexual, de acordo com o Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional.

CONTINUE LEITURA ABAIXO
VOCÊ PODE GOSTAR
SLIDESHOW
Maneiras Naturais de Aumentar a Testosterona
Descubra na WebMD o que você pode fazer para aumentar seus níveis de testosterona naturalmente, incluindo mudanças em sua dieta e estilo de vida.
6. Não confie em Kegels.
Uma forma de exercício que não parece útil é os exercícios de Kegel, que envolvem contrair e relaxar repetidamente os músculos da pélvis. Os Kegel podem ser úteis para homens e mulheres que sofrem de incontinência, mas não há evidências de que eles previnam a disfunção erétil.

7. Mantenha o controle sobre a testosterona.
Mesmo em homens saudáveis, os níveis de testosterona geralmente começam a cair drasticamente por volta dos 50 anos. Todos os anos, após os 40 anos, o nível de testosterona geralmente cai cerca de 1,3%.

Sintomas como um baixo desejo sexual, mau humor, falta de resistência ou dificuldade para tomar decisões sugerem uma deficiência de testosterona, assim como ereções sem brilho. Seu médico pode verificar isso.

Leia também: Viagra Natural

8. Evite esteróides anabolizantes.
Essas drogas, que são freqüentemente usadas por atletas e fisiculturistas, podem encolher os testículos e exaurir sua capacidade de produzir testosterona.

9. Se você fuma, pare.
Fumar cigarros pode prejudicar os vasos sanguíneos e reduzir o fluxo sanguíneo para o pênis. E a nicotina faz com que os vasos sanguíneos se contraiam, o que pode dificultar o fluxo sanguíneo para o pênis.

Você pode ter um corpo estético enquanto se concentra no treinamento de força?

Você pode ter um corpo estético enquanto se concentra no treinamento de força?

Se o seu corpo é estético ou não, depende APENAS de três coisas:

1] Sua genética – o modo como seus músculos são moldados, quão simétricos são, se suas barrigas estão cheias e outras coisas dessa natureza. Você não pode realmente influenciar sua genética, então vamos tirar essa parte da equação.

2] Como você é musculoso. De um modo geral, o treinamento de força não é a melhor maneira de induzir o crescimento muscular. Dito isto, funciona muito melhor do que os circuitos de cardio e similares que muitas pessoas fazem, desde que haja uma progressão mensurável – em outras palavras, você adiciona regularmente peso à barra.

Leia também: Cromofina funciona

3] Seu percentual de gordura corporal. Quanto menos gordura você for, mais visíveis serão seus músculos. Quanto mais “cortar” e definido você vai procurar. Se você ganha ou perde gordura é um 99,99% em função das calorias em vs out. Se a sua ingestão é maior do que você precisa, você ganha gordura e vice-versa.

O treinamento de força geralmente não leva ao crescimento muscular “ótimo” (há muita intensidade e volume insuficiente na maioria das vezes), mas faz o trabalho bem até você se tornar realmente avançado – um nível muito além do que a maioria dos entusiastas de fitness atinge . Então, sim, o treinamento de força pode fazer alguns bons ganhos e melhorar sua musculosidade.

O mais importante, no entanto, é o controle da dieta. Para ser estético, você precisa de um baixo percentual de gordura corporal. A fim de obter ganhos de força, você precisa de um excedente calórico – que, durante um longo período de tempo ou mais algumas indulgências do que você precisa aqui e ali, PODE e IRÁ levar à gordura novamente.

Como você provavelmente pode dizer, há uma linha tênue entre ganhar força e, simultaneamente, ficar estético. Coma demais para sustentar seu crescimento de força e você pode engordar. Coma muito pouco para perder gordura, e você provavelmente vai atrasar o seu progresso ou recuar alguns passos atrás.

Eu acho que sua melhor aposta é definir suas prioridades. Se conseguir MAIS estética é seu objetivo principal, você provavelmente deve facilitar seus objetivos de força. Da mesma forma, se ficar mais forte é o que você mais deseja, talvez se sinta confortável com a idéia de que a gordura corporal pode aumentar um pouco durante a fase de fortalecimento da força.

Há uma maneira de fazer as duas coisas ao mesmo tempo, mas requer planejamento e automonitoramento meticulosos.

Se você não tiver certeza se deve cortar ou a granel, aconselho-o a ler esta peça para mais informações. É muito fácil de ler, ao ponto, e não contém nenhum conselho bvio ZERO publicidade.

Disfunção erétil e impotência sexual

Disfunção erétil e impotência sexual

A sexualidade é uma importante função para a vida da maioria das pessoas adultas, por isso, problemas que impedem o pleno funcionamento da atividade sexual podem gerar transtornos à vida do indivíduo. Existem cinco possibilidades de causas da impotência sexual, ela pode ser orgânica, emocional, hábitos ruins, uso excessivo de alguns medicamentos e ainda ao excesso de peso.

Saiba mais: Prime Male benefícios

Entenda melhor como a impotência sexual pode ocorrer:

Causas da impotência sexual ligadas ao emocional
As causas da impotência sexual ligadas ao emocional podem ser variadas, desde a ansiedade e o medo, relacionados ao ato sexual em si e ao medo de decepcionar a parceira, até mesmo problemas externos que podem afetar a vida do homem, como problemas financeiros, estresse, etc.

A maioria dos casos de impotência sexual estão relacionados a causas emocionais, o que não significa necessariamente, que será mais fácil solucionar o problema, pois é preciso antes de mais nada encontrar a causa exata.

Causas orgânicas
As causas da impotência sexual de origem orgânica também podem ser variadas, entre elas a vascular de origem arterial, a hormonal e as alterações anatômicas do pênis. A mais comum é a hormonal, que em geral está relacionada ao envelhecimento ou a outros problemas relacionados a baixas na testosterona.

Já no que se refere a problemas vasculares, o que pode ocorrer é uma ereção que não consegue se manter por muito tempo, devido à pouca capacidade em enviar sangue para as regiões necessárias.

Causas relacionadas a hábitos de vida ruins
Alguns hábitos como o uso excessivo de álcool, de drogas e o tabagismo podem ser causas da impotência sexual. Entretanto, diferente das duas primeiras, nesse caso o problema de impotência pode ser pontual, não se estendendo a todas as relações sexuais, nem a um período longo na vida do indivíduo.

Causas relacionadas ao uso de alguns medicamentos
Alguns remédios podem causar efeitos colaterais que podem ser uma das causas da impotência sexual. Medicamentos como antidepressivos, antipsicóticos e ainda anti-hipertensivos em doses elevadas podem causar problemas no desempenho sexual. Assim como no caso de hábitos ruins, eles podem se normalizar com a suspensão do medicamento, porém, todo o processo deve ser acompanhado pelo médico.

Causas relacionadas ao excesso de peso
O funcionamento pleno das funções sexuais podem sofrer alterações relacionadas ao excesso de gordura corporal. Por isso, pessoas obesas ou com excesso de peso, podem sofrer de impotência sexual ou mesmo apresentar um baixo desempenho sexual por causa da condição do corpo.

A busca por um médico deve ser o primeiro passo para descobrir qual das causas da impotência sexual é a que está afetando seu desempenho. A partir disto é possível buscar o melhor tratamento.

Em alguns casos, como as causas emocionais principalmente, existem terapias alternativas, que não envolvem remédios e que possuem um efeito mais rápido e duradouro.

Uma dessas terapias é a hipnose clínica. Nela é possível encontrar qual foi o gatilho que desencadeou o problema emocional relacionado ao desempenho sexual, e assim, tratá-lo de maneira eficiente eliminando-o da sua vida.

3 Simples Regras do Cotidiano para uma Perda de Peso Mais Fácil

3 Simples Regras do Cotidiano para uma Perda de Peso Mais Fácil

Saiba mais: Phytophen benefícios

OK, todos nós sabemos que não há uma maneira “fácil” de perder peso e gordura. Quaisquer que sejam seus objetivos, seja para perder peso, ficar magro ou construir músculos, isso vai exigir uma carga de trabalho pesado, disciplina, sacrifício e outras coisas que não são fáceis. Mas isso não significa que você não possa facilitar.

Uma das maneiras mais eficazes de facilitar a perda de peso é criando regras. As ‘regras’ que você cria não são nada mais do que ‘juramentos pessoais’ e ‘limites mentais’ para ajudá-lo a permanecer consistente e no caminho certo para seus objetivos, e elas podem e devem ser diferentes para todos.

As três simples regras que separamos abaixo podem ser cruciais para a sua perda de peso, e podem fazer parte do seu cotidiano facilmente se você realmente deseja isso. Confira:

Evite beber calorias de líquidos: largue os sucos e refrigerantes e passe a tomar bastante água, água com gás ou café;
Nunca pule uma refeição saudável duas vezes seguidas: coma saudável a maior parte do dia, mas permita-se uma pequena escapadinha. Mas não faça isso em duas refeições seguidas;
Mantenha-se focado no que mais importa: Evite dietas complicadas ou restritivas e foque nessas quatro coisas sustentáveis: seu consumo de calorias e o déficit calórico, escolher alimentos integrais, exercitar-se todos os dias e permanecer consistente no processo.
Manter os alimentos tentadores fora de casa, para que você não tenha que lutar regularmente contra seus desejos, também é importante para se manter na dieta. Uma última regra bônus é a “regra do único prato” – sempre que você estiver em um buffet ou festa, coma o que quiser, mas certifique-se de que isso se encaixa confortavelmente em UM único prato”.

Encontre regras que funcionem pessoalmente para você, que você possa manter no dia a dia, que sejam saudáveis e que se alinhem com seus objetivos. Não há necessidade de ser super rigoroso 24 horas por dia.

Se uma de suas regras é ir à academia cinco dias por semana, mas você acaba ficando doente, quebre a regra para ficar em casa um dia e descansar. Essas regras servem para orientar escolhas saudáveis, mas não devem governar sua vida completamente. O segredo está no equilíbrio.

Alimentos para dar um boost no seu sexo

Libido a meio mastro? Ou simplesmente precisa aumentar seu apetite sexual? Aqui estão 8 bons alimentos para a sexualidade. Para consumir sem moderação!

Nos últimos tempos, o desempenho sexual do seu cônjuge não está no ponto de encontro e você está procurando uma maneira eficaz de remediá-lo? Sejamos claros, não há comida mágica ou milagre que aumente estritamente a libido. Em outras palavras, não é porque você vai comer uma dúzia de ostras ou colocar gengibre no seu prato que você vai pular imediatamente no pescoço do seu parceiro. No entanto, existe uma ligação entre dieta e apetite sexual, e alguns alimentos são mais recomendados para estimulá-lo.

O chocolate

Rico em antioxidantes, o chocolate é excelente para o coração. E quem diz bom para o coração, diz bom para a libido! Além disso, o cacau tende a aumentar a produção de endorfinas, uma substância secretada pelo cérebro em caso de estresse, atividade física intensa ou excitação. É particularmente conhecido por suas propriedades calmantes e eufóricas.

Farinha de aveia

Rico em arginina, um aminoácido que contribui para a expansão dos vasos sanguíneos, os flocos de aveia são excelentes para aumentar o desempenho sexual. Especialmente para esses senhores.

Especiarias

Canela, cardamomo, noz-moscada, pimenta caiena, gengibre … especiarias são reconhecidos afrodisíacos. Por quê? Porque eles aquecem os sentidos e atuam na circulação do sangue, especialmente no nível do pênis.

Conheça o estimulante sexual masculino chamado Tauron.

Alho e cebola

Certamente, estes não são os alimentos mais recomendados em uma data! Pelo menos, se você pretende concluir com o seu namoro. No entanto, recheado com antioxidantes, alho e cebola ativa a circulação sanguínea e, portanto, promove a ereção. Além disso, rico em selênio, eles são excelentes para a fertilidade masculina, porque garantem a boa saúde dos espermatozoides.

Frutas vermelhas

Em geral, frutas e legumes são bons para a libido. Mas os campeões nesta área são, sem dúvida, os frutos vermelhos. Morangos, cerejas, mirtilos … as frutas vermelhas estão cheias de flavonóides que favorecem a circulação do sangue. Consumir regularmente reduziria significativamente a disfunção erétil.

Salmão

Mas também sardinha, cavala ou truta são embalados com ácidos graxos ômega-3 que promovem a circulação sanguínea e, portanto, a ereção. Além disso, peixes gordurosos aumentariam a dopamina no cérebro, um neurotransmissor que estimula o prazer e a excitação.

As nozes

Além de possuírem propriedades antioxidantes, nozes, mas também amêndoas ou avelãs são ricas em zinco, um mineral que aumenta a produção de hormônios sexuais e estimula a excitação.

Soja

Soja, como todos os alimentos que contêm fitoestrógeno (gengibre, batata-doce, pernas de rã …) está envolvida na produção de hormônios sexuais e impulsos. Especialmente no sexo feminino.

Mas é sempre bom lembrar e deixar claro que a melhor pessoa para te dar dicas relacionadas a sua sexualidade sempre é seu médico de confiança, só ele conseguirá te auxiliar melhor mostrando as substâncias e produtos que vão funcionar para o seu caso. Por isso não use o primeiro método ou produto que encontrar por aí.

Primeiro pergunte para seu médico.

Vamos ficando por aqui, obrigado por ler até aqui e até o próximo texto, tchau tchau

Rugas – o que há de mais moderno

Rugas – o que há de mais moderno

A medicina estética vem evoluindo continuamente ao longo dos anos. Até a algum tempo, a procura do corpo perfeito limitava-se a dietas da moda, cremes com promessas e resultados duvidosos e aparelhos sem eficácia determinada. Gastava-se muito dinheiro e os resultados não eram os esperados. Porém, como resultado de investimentos, por parte das grandes “indústrias da beleza”, as técnicas vêm sendo pesquisadas exaustivamente e modernizadas, proporcionando às pessoas os tão desejados resultados.

Introdução

Nesse artigo, abordaremos o que há de mais novo no tratamento das rugas. É importante lembrar que além dessas terapias, é de extrema importância que se mantenha uma dieta saudável e se pratique atividades físicas, para controle do acúmulo de gordura e do ganho de peso, e também a adoção de práticas de proteção da pele contra a ação do sol e outros agentes lesivos. Além disso, sempre consulte um dermatologista, pois esse é o profissional que está apto a determinar o melhor tratamento e orientação para o seu caso.

Rugas

As rugas, enquanto sinal de envelhecimento da pele, exercem um importante impacto social, principalmente porque as pessoas estão vivendo mais e estabelecendo um maior círculo de relacionamentos sociais. As rugas são vincos que aparecem na face e no pescoço, devido a uma flacidez da pele e dos músculos, ou por uma expressão muito forte em certos locais, o que leva a uma dobra da pele.

As rugas podem ser de dois tipos:

Rugas de expressão: resultam de uma acentuação das pregas normais da pele. Como exemplos temos os “pés de galinha” e aquelas pequenas rugas ao redor dos lábios.
Sulcos: ocorrem devido ao afrouxamento da pele e da musculatura da face. A gravidade exerce um papel nesse afrouxamento.
Sem sombra de dúvida, a melhor maneira preventiva, a longo prazo, para o surgimento das rugas é a manutenção de um hábito de vida saudável, que inclui:

Alimentação equilibrada, com grãos, frutas e vegetais frescos
Prática diária de atividade física
Redução do estresse
Cessação do tabagismo
Além dessas medidas, o cuidado diário da pele é essencial. Recomenda-se não lavar tão freqüentemente o rosto com água de torneira, pois assim se retira a oleosidade e a hidratação naturais da pele. Além disso, a água clorada aumenta o risco de rugas. Lavar o rosto uma ou duas vezes ao dia é suficiente. Na limpeza da pele da face, utilize um sabão neutro, contendo hidratante. Evite os sabões alcalinos e com desodorantes. Seque bem a pele e aplique um hidratante à base de água. Use sempre filtro solar, mesmo se a exposição ao sol for pequena. Evite o uso de bebidas alcoólicas até três horas antes de dormir, pois o álcool favorece a saída de líquido dos capilares para a pele, e essa saída é maior enquanto estamos deitados. Se possível, durma de barriga para cima, pois isso reduz os efeitos da gravidade.

– Antioxidantes

Os antioxidantes atuam neutralizando os radicais livres, que são substâncias capazes de lesar as células. Quando a pele é exposta ao sol, os antioxidantes são eliminados, devendo ser repostos. Eles podem ser utilizados em cremes ou loções para uso local ou ser ingeridos por via oral, porém, os estudos mostraram que apenas o uso local tem efeito no tratamento e prevenção das rugas. Ao contrário dos protetores solares, os cremes com antioxidantes acumulam-se na pele e não são eliminados, oferecendo uma proteção mais duradoura. Os mais utilizados são:

Vitaminas: a vitamina A é um importante protetor da pele contra os efeitos da radiação ultravioleta, e foi provado que ela atenua o envelhecimento da pele. A vitamina C também mostrou reduzir as rugas e aumentar a espessura da pele, mostrando eficácia semelhante à vitamina A e ao laser. Com relação à vitamina E, alguns estudos sugeriram que ela reduz a aspereza da pele, o comprimento das linhas de expressão e a profundidade das rugas. Lembrar que os antioxidantes exercem efeitos apenas quando usados em produtos para aplicação local.
Selênio: ainda não se sabe se exerce efeitos benéficos em seres humanos.
Coenzima Q10: reduz a produção dos radicais livres. Potencializa a ação da vitamina E, e os estudos mostraram seus benefícios na prevenção do envelhecimento da pele induzido pela exposição ao sol. É eficaz também na redução da profundidade das rugas.

Saiba mais: Proteína asiática funciona

Procianidinas: são antioxidantes que prolongam a ação das vitaminas C e E. Levam à desaceleração do envelhecimento cutâneo, melhoram a circulação local e o sistema imune.
Ácido Ursólico: além de seu efeito antioxidante, ele inibe a enzima elastase, que está relacionada ao surgimento das rugas.
Fitoestrógenos (isoflavonas vegetais): ainda não existem estudos em seres humanos, mas em laboratório eles mostraram benefícios para a pele.
Ácido Lipóico: além de ser antioxidante, ele potencializa a ação de outros agentes desse grupo.
Resveratorol: derivado de plantas, além de ser antioxidante também pode inibir enzimas envolvidas no aparecimento das rugas.
L-carnosina: é um novo e promissor agente no tratamento das rugas, já que protege a pele contra os radicais livres e os radicais carbonílicos. Além disso, é capaz de reverter algumas das lesões causadas por esses agentes.
Taurina: além de antioxidante, essa substância neutraliza um ácido que é responsável pelo enrugamento precoce da pele.
Ácido agarícico: é um dos agentes mais novos no tratamento das rugas; ele inibe os processos iniciais de formação das rugas.
– Alfa-hidróxiácidos e Esfoliação

Incluem os ácidos glicólico, cítrico e lático. Eles atuam nas camadas superficiais e profundas da pele, levando à descamação e promovendo a renovação de todas as camadas da pele. É a chamada esfoliação.

A esfoliação deve ser feita com materiais levemente abrasivos e sabões que contém ácido salicílico, promovendo a remoção da pele antiga e o crescimento de uma nova pele. O movimento de aplicação deve ser perpendicular à linha da ruga. Utilize materiais de limpeza que contenham microesferas. Evite materiais orgânicos, como esponjas, pois podem conter bactérias. Evite também produtos que contenham casca de noz pulverizada ou sementes de damasco, pois elas podem fazer cortes microscópicos na pele.

A resposta a esses agentes é bastante variável, e existem riscos: queimaduras, coceira, dor, cicatrizes. A ocorrência desses efeitos depende da concentração do ácido utilizado. Se qualquer reação ocorrer, o uso do produto deve ser interrompido imediatamente. Importante lembrar que, durante o uso, a pessoa deve evitar a exposição ao sol e sempre utilizar protetor solar.

Existem ainda os alfa-hidróxiácidos de segunda geração, sendo a gliconolactona a principal deles. Além das atividades dos agentes citados anteriormente, essas substâncias apresentam um maior poder hidratante. Sua ação de ácido é atenuada, podendo ser utilizado em locais de pele mais sensível como os contornos dos olhos e dos lábios. Também apresentam ação antioxidante.

Foi desenvolvida também uma terceira geração, que inclui o ácido lactobiônico. Sua ação hidratante é mais profunda, tornando-o um agente específico para o tratamento dos sinais do envelhecimento e rugas dos locais de pele mais sensível. Quando aplicado na pele, ele tonifica a pele e reduz os sinais do envelhecimento (incluindo as rugas).

– Outros produtos para a pele

Peptídeos de cobre: os compostos de cobre podem ajudar a proteger e reparar a pele. O cobre só deve ser utilizado em produtos que também contenham peptídeos, pois ele sozinho é tóxico. Existem vários produtos no mercado.
Furfuriladenina: é derivada de plantas; ainda não foi estudada em seres humanos, mas parece reduzir os efeitos do envelhecimento na pele.
Sistema de Recuperação TNS: desenvolvido para tratamento de queimaduras, é composto por vários produtos. Parece eliminar as rugas, com eficácia significativa.
– Hidratantes

Exercem vários benefícios na pele, mas não têm benefício nas rugas especificamente.

– Ressurfacing

É o mesmo que esfoliação. Garante a remoção da pele anormal, o estímulo ao crescimento de uma nova pele e à produção de proteínas importantes para o tônus da pele. Pode ser realizado em várias profundidades, cada uma com seus riscos inerentes. Além disso, são vários os mecanismos que podem ser empregados.

Na escolha do tipo de procedimento, a idade da pessoa é um fator importante. Em pessoas com idade mais avançada, a combinação de métodos parece ser mais benéfica, pois o tratamento fica mais individualizado. Um exemplo é o uso do laser ao redor dos lábios e de substâncias químicas no restante da face.

No peeling químico, são utilizadas substâncias químicas que promovem a descamação da pele anormal. Pode ser feito em três graus de profundidade. No dia seguinte, formam-se crostas nos locais da aplicação, que são removidas gentilmente com água e sabão. A regeneração da pele depende da profundidade do tratamento, podendo levar de 7 dias a 1 mês. Durante o tratamento, a pele fica extremamente sensível, de forma que a exposição solar deve ser evitada e o protetor solar utilizado obrigatoriamente. Não pode ser feito ao redor dos olhos.

A dermabrasão é útil na remoção de marcas, como cicatrizes profundas de acne, e de rugas profundas. Também não pode ser feita na pele ao redor dos olhos. Na técnica padrão é utilizada uma lixa que remove as camadas mais superficiais da pele. A evolução é semelhante à do peeling químico. Na técnica de microdermabrasão, é utilizado um jato de pequeninos cristais, que têm a função de “polir” a pele. O retorno à vida cotidiana é mais rápido e as reações são mais leves. Porém, são necessárias várias sessões.

As técnicas de ressurfacing com laser são as mais eficazes na remoção das rugas, atualmente. O procedimento bem sucedido consegue rejuvenescer a pessoa em aproximadamente 10 a 20 anos, e os resultados duram por até 10 anos. Pode ser realizada nas áreas ao redor dos olhos e da boca, porém isoladamente não consegue eliminar os “pés-de-galinha”. Podem ser usados lasers de gás carbônico, Erbium ou o fotorrejuvenescimento (procedimento mais leve). O fotorrejuvenescimento pode ser usado no tratamento das rugas da face e utiliza um laser com menor energia. Assim, ele estimula a pele, mas não remove os tecidos; por isso, seus resultados são menos pronunciados. Pode ser usado em locais de pele delicada, e não causa irritação.

A técnica de ressurfacing com radiofrequência é nova e promissora, podendo ser tão eficaz quanto o laser e com a vantagem de causar menos dor e recuperação mais rápida.

– Toxina Botulínica

Realizado com a injeção de uma toxina na pele, tendo ação de relaxamento muscular ao redor das rugas. É útil nas rugas da fronte, no tratamento dos “pés-de-galinha”, ao redor do nariz e na região entre o lábio superior e o nariz. As injeções devem ser realizadas mensalmente. Pode reduzir a capacidade de o paciente franzir a testa e pode fazer com que os cantos da boca voltem-se para baixo.

– Implantes

Vários materiais têm sido utilizados no tratamento das rugas profundas, depressões abaixo dos olhos, alterações nos lábios. Podem ser usados vários produtos e, o mais comentado nos últimos tempos, é o polimetilmetacrilato (PMMA). É a chamada bioplastia. São técnicas de preenchimento, nas quais a substância injetada estimula a produção de colágeno (uma proteína muito importante para a pele). Os efeitos colaterais são principalmente devidos a alergia ao produto.

– Cirurgia Plástica

A principal técnica é o lifting facial (ritidectomia). Essa cirurgia faz com que a pessoa adquira um ar mais jovial, não necessariamente mais jovem. Porém, os resultados dependem de vários fatores, como: idade, estrutura dos ossos da face, tipo de pele, hábitos pessoas (tabagismo, banhos de sol). Existem complicações, sendo a mais comum o hematoma. Para os olhos, é realizada a blefaroplastia (é como se fosse o lifting dos olhos). Os resultados duram de 5 a 10 anos.

Como melhorar a saúde do seu pênis?

Pare de fumar . O tamanho do seu pênis, seja ele flácido ou ereto, depende da quantidade de sangue que flui através dele. O consumo de tabaco causa estreitamento de suas artérias, o que leva a uma diminuição do fluxo sanguíneo para o pênis. Se fuma, evita que o seu pénis ganhe volume.

Pratique com frequência. O movimento do seu corpo melhora o sistema circulatório e fortalece as artérias que levam o sangue ao pênis. Se você não fizer nenhuma atividade física, seu pênis não será capaz de empregar a plenitude de suas habilidades. Tente exercitar pelo menos uma hora por dia, nadando, correndo ou andando de bicicleta. Qualquer tipo de exercício será útil para melhorar o fluxo sanguíneo para o pênis.

  • Entretanto, esteja ciente de que não há nenhum tipo de exercício que possa aumentar o tamanho do seu pênis. Este órgão é composto de músculos lisos que não aumentam em volume por exercícios.

Exercite seu assoalho pélvico. Este exercício não aumentará o tamanho do seu pênis, mas fortalecerá os músculos pélvicos para armazenar melhor o sangue nessa área. Os músculos do assoalho pélvico contam com os vasos sanguíneos para bloquear o fluxo sanguíneo durante uma ereção. Você pode fortalecer os músculos do assoalho pélvico praticando exercícios de Kegel. Um experimento realizado no Reino Unido concluiu que os homens que praticam exercícios de Kegel têm um desempenho melhor do que aqueles que mudam seus hábitos alimentares, mas não se exercitam.

  • Localize o assoalho pélvico, apertando os músculos pélvicos que você usa para interromper o fluxo de urina ao urinar.
  • Tense o músculo 8 vezes. Faça uma pausa e repita 8 vezes, até retomar este exercício 3 ou 4 vezes.
  • Faça estes exercícios uma vez por dia para obter melhores resultados. Você também pode fortalecer seu músculo pubim coccígeo , um exercício semelhante ao de Kegel.

Leia também o livro “Destruidor de Ejaculação Precoce

Perder gordura abdominal . Seu pênis pode parecer menor do que é quando está parcialmente escondido pela gordura de sua barriga. Perder gordura abdominal não é uma tarefa fácil, mas certamente pode ter efeitos positivos quando se trata do tamanho do seu pênis. Comece a tomar medidas para perder peso e você provavelmente verá melhorias em outras partes do seu corpo. De acordo com um relatório da Universidade de Harvard, homens que têm uma cintura 105 centímetros são 50% mais propensos a sofrer de disfunção eréctil (DE) do que aqueles com um tamanho de 80 cm.

  • Um programa de exercícios regulares vai fazer você perder peso. Tente fazer exercícios de cardio e exercícios de musculação.
  • Coma alimentos integrais e naturais, como carne magra, peixe, grãos, feijão, legumes, verduras, frutas e óleos saudáveis.
  • Evite alimentos processados ​​e processados, excesso de açúcar e amido, para não mencionar os óleos hidrogenados.

Tente dispositivos para aumentar o tamanho do seu pênis. Existem diferentes dispositivos que são simples e não invasivos que você pode usar para aumentar não apenas o tamanho do seu pênis, mas também para dilatá-lo durante o ato sexual. Se o seu sonho é melhorar sua ereção, sem o uso de drogas ou tratamentos invasivos, experimente uma das seguintes ferramentas.

  • Um anel de pênis. Este dispositivo que é colocado na base do pênis antes da ereção bloqueia o refluxo sanguíneo e, portanto, infla o pênis. A ereção demora mais e seu órgão recupera o tamanho e fica mais rígido.
  • Uma bomba de ereção. Ainda chamado de vácuo ou bomba de vácuo, este dispositivo é acompanhado por um cilindro em que o usuário introduz seu pênis. Uma vez colocado e bombeado, o ar é removido do cilindro e a ação de bombeamento extrai sangue para o corpo cavernoso do pênis e, portanto, uma ereção, que acompanhada por um anel de plástico especial, pode membro rígido.

7 CAUSAS DO RESSECAMENTO DOS PÉS

7 CAUSAS DO RESSECAMENTO DOS PÉS

O RESSECAMENTO DOS PÉS
O ressecamento dos pés pode causar fissuras e rachaduras que além de comprometer a aparência saudável da pele, causa ardência e dor. Para tratar, prevenir o ressecamento e garantir a hiperhidratação dos pés, confira os fatores mais comuns que contribuem com o ressecamento da pele:

Leia também: pé ressecado tratamento caseiro

Dicas para evitar o ressecamento da Pele:
Banho muito quente e demorado. A água acima de 35°C remove toda a camada de gordura da epiderme e os efeitos, como pele esbranquiçada, sem brilho e com rachaduras, logo surgem.
Sabonetes. Os sabonetes contém em suas fórmulas desengordurantes que retiram a camada de gordura que hidrata a pele. Para não agredir a epiderme, prefira sabonetes líquidos, neutros ou que contenham hidratante em suas fórmulas.
Usar o creme hidratante errado ou de forma incorreta. Para hidratar os pés não adianta usar qualquer tipo de creme, pois a pele da sola do pé e do calcanhar é mais grossa e precisa de um produto concentrado e específico para área. Usar o hidratante em qualquer hora do dia também não é o ideal, o melhor momento para hidratar os pés é logo depois do banho, pois eles estão limpos e os queratinóides que compõe a camada externa da pele estão mais maleáveis, permitindo uma melhor absorção.
Uso de lixas. Para afinar a pele do calcanhar muita gente usa lixa, mas especialistas afirmam que ela pode causar o efeito contrário e endurecer a pele ainda mais.
Doenças. Algumas doenças como a diabetes, hipotireoidismo, psoríase e má nutrição podem apresentar como sintoma o ressecamento dos pés. Nesses casos, é importante tratar a doença e hidratar a pele com produtos indicados por um médico.
Idade Avançada. Na melhor idade o corpo diminui a produção das glândulas sebáceas, reduzindo também a gordura da pele, que se torna cada vez mais seca e sem elasticidade. Para amenizar o sintoma é preciso tomar bastante água e usar cremes hidratantes.
CONHEÇA O CREME DE PARAFINA SHINSEI:
Sua fórmula foi elaborada para proporcionar alta hidratação dos pés, recuperando a textura elástica da pele e deixando-a macia e suave. Se usado em conjunto com o Creme Alta Hidratação Shinsei, seus efeitos se intensificam. Diga adeus às fissuras e rachaduras de calcanhar. Não contém Ureia, (segundo pareceres técnicos da ANVISA, através da sua comissão técnica – CATEC – Câmara Técnica de Cosméticos, a Uréia tem facilidade de atravessar a barreira placentária, assim como pode degradar em amônia).

DERMATOLOGISTA ENTREGA 4 TRUQUES

DERMATOLOGISTA ENTREGA 4 TRUQUES

Veja 4 truques para conquistar e manter uma pele saudável e bonita

Médica formada pela Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (CE), com residência em Clínica Médica pelo Hospital Central Coronel Pedro Germano (RN) e residência em Dermatologia pelo Hospital Universitário Onofre Lopes (UFRN). É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e atua na área de dermatologia clínica e cirúrgica, cosmiatria e laser na cidade de Natal/RN.

VEJA MAIS
A pele ideal é aquela que você vê no espelho e se sente satisfeita. Para uns, é um rosto sem manchas, para outros, uma face livre de espinhas e oleosidade excessiva. Como a beleza é relativa, o Dermaclub conversou com a dermatologista Mylenne Torres, da cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte, que explicou quais são os 4 hábitos indispensáveis para incluir em sua rotina de cuidados para conquistar e manter a pele dos seus sonhos. Confira!

Leia também: Pele saudável

1) A limpeza da pele é o primeiro passo na rotina de cuidados
A especialista afirmou que higienizar a pele é muito importante. “Ao acordar e à noite, depois do demaquilante, aplique um sabonete específico, seguido de tônico ou água termal”, pontuou, afirmando que esfoliantes que removem células mortas devem ser usados, pelo menos, uma vez por semana. Além disso, procure seu dermatologista para receber indicações de uma limpeza de pele mais profunda, realizada em consultório.

2) A melhor amiga do corpo é a hidratação
Muitos problemas de flacidez e falta de viço na pele se dão devido à desidratação. Além do uso de cremes específicos para mãos, pés e corpo – desenvolvidos para atender as necessidades de cada área especificamente -, é importante ingerir pelo menos dois litros de água por dia. “Beber líquidos, principalmente água, favorece a eliminação de toxinas”, explicou.

3) Proteger a pele dos efeitos do sol é primordial na prevenção do câncer de pele
A pele deve ser protegida diariamente contra os raios UVA e UVB, responsáveis pelo envelhecimento precoce, surgimento de manchas, dermatites, sardas, flacidez e até mesmo o desenvolvimento do câncer de pele. O FPS mínimo indicado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia é igual ou superior a 30, além disso, o produto deve ser reaplicado a cada duas horas.

4) É importante retirar a maquiagem por completo da face
Segundo a médica, os produtos usados para o make podem obstruir os poros. “Dependendo da frequência em que são aplicados, o acúmulo de resíduos promove oleosidade e, consequentemente, cravos e espinhas. Sem contar que muitas pessoas acabam agredindo a pele aplicando os cosméticos de maneira errada”, esclareceu, alertando que restos de produto na face aceleram o processo de envelhecimento. “Para compor a rotina, aplique o demaquilante assim que chegar em casa, antes do banho ou de dormir”, indicou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Micose e outras doenças de pele: descubra como tratá-las e previna-se!

Micose e outras doenças de pele: descubra como tratá-las e previna-se!

Uma das causas da micose é a exposição ao calor e umidade com retenção de suor. a seguir, você confere como se prevenir ou tratar essa e outras doenças de pele!
problemas de pele Por Paula Santana – 31/12/2017É sempre muito importante buscar o auxílio de um dermatologista caso a pele apresente algum sintoma diferente. FOTO: Shutterstock
No inverno é normal tomarmos banhos quentes e mais demorados, bebermos poucos líquidos, dentre outros hábitos que a estação mais fria do ano traz. Por isso os cuidados com a pele no inverno devem ser redobrados, já que, nessa época, é comum o surgimento de doenças na região. Confira alguns dos problemas de pele mais comuns e e aprenda como tratar cada uma deles!

Dermatite atópica
Se trata de uma doença crônica que causa inflamação da pele, levando ao aparecimento de lesões e coceira. A Dermatite Atópica afeta, em geral, indivíduos com história pessoal ou familiar de Asma, Rinite Alérgica ou Dermatite Atópica. A causa exata da doença ainda é desconhecida. Não é uma doença contagiosa, é de origem hereditária. A Dermatite Atópica é bastante comum e afeta de 10 a 15% da população, em alguma época da vida. Geralmente aparece no primeiro ano de vida. A partir daí o quadro pode se tornar crônico, com períodos de melhora e piora. A evolução da doença é favorável na maioria dos casos, sendo que aproximadamente 60% das crianças, apresentam diminuição ou desaparecimento completo das lesões na adolescência.

Leia também: 5 Problemas de pele

Alguns fatores desencadeantes da dermatite atópica são: pele seca, poeira, produtos de limpeza em geral, roupas de tecido sintético, frio e/ou calor intensos, infecções e estresse emocional. No tratamento, a hidratação da pele é muito importante, devendo-se evitar sabonetes quimicamente agressivos, buchas e banhos quentes. Logo após o banho, com a pele ainda úmida, devem ser usados hidratantes para evitar o ressecamento. As lesões são tratadas com o uso de cremes e pomadas à base de corticosteroides ou outras substâncias que ajudam no combate à inflamação

Micoses
No frio cobrimos pés e mãos com meias e luvas. Ambientes fechados, úmidos e quentes para garantir aquecimento são ambientes propícios para o surgimento das micoses. As micoses superficiais da pele, em alguns casos chamadas de tineas, são infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos. Os fungos estão em toda parte e podem ser encontrados no solo e em animais. Até mesmo na nossa pele existem fungos, que convivem conosco sem causar doenças. A queratina – substância encontrada na superfície cutânea, unhas e cabelos – é o “alimento” para estes fungos. Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como: calor, umidade, baixa imunidade ou uso de antibióticos sistêmicos por longo prazo (que alteram o equilíbrio da pele), estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença.

A prevenção se faz através de hábitos simples como: enxugar bem as áreas de dobras e entre os dedos dos pés, não andar descalço em pisos constantemente úmidos (lavapés, vestiários, saunas) e usar somente o seu material de manicure. O tratamento é feito com medicações tópicas e/ou orais e deve ser sempre orientado por um dermatologista.
problemas de peleCoceira e vermelhidão na pele são sinais de que é preciso marcar uma consulta médica o quanto antes. FOTO: Shutterstock
Raio-X da micose
Causas: exposição ao calor e umidade com retenção de suor.
Sintomas: coceira intensa, manchas brancas ou descamação.
Prevenção: manter a região genital, pés e axilas sempre secos.
Tratamento: medicamentos via oral. Se for micose localizada, como frieiras, use pomada ou spray antimicótico.
Riscos: o fungo da micose não traz danos à saúde e é de fácil controle.

Dermatite seborreica
Conhecida também pelos nomes de seborreia ou caspa – é uma afecção crônica que se manifesta em partes do corpo onde existe maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas. Ela se manifesta sob a forma de lesões avermelhadas que descamam e coçam, principalmente no couro cabeludo, sobrancelhas, barba, perto do nariz, atrás e dentro das orelhas e no peito. A Dermatite Seborreica não é contagiosa.

Não existe tratamento para a cura definitiva da dermatite seborreica. Porém, existem medicamentos específicos para a pele e o couro cabeludo capazes de controlar os sintomas como xampus, loções e cremes de uso tópico.

Psoríase
É uma doença inflamatória que atinge aproximadamente 2% da população. Não se trata de uma doença contagiosa. Tem períodos de melhora e piora, sendo caracterizada por placas vermelhas com descamação, que podem aparecer em qualquer parte da pele, principalmente no couro cabeludo, cotovelos, joelhos e costas. Em alguns casos podem comprometer as unhas e as articulações (artrite psoriásica). A psoríase pode se manifestar em qualquer época da vida sendo mais frequente entre 30 e 40 anos de idade afetando igualmente homens e mulheres.

Existem diversas formas de tratamento: produtos de uso local, banho de luz ultravioleta (fototerapia) e medicamentos orais e injetáveis. O tratamento é individualizado, dependendo do tipo e extensão das lesões e das características de cada pessoa.
Tem como prevenir?
Para prevenir que a pele fique desidratada e suscetível à doenças, vale apostar em hidratantes corporais à base de ureia, óleos vegetais e antioxidantes. Não tomar banhos demorados, e ao invés de quentes, mornos. Usar um sabonete com pH baixo. Ingerir líquido, manter uma dieta saudável. Não abrir mão do filtro solar, mesmo em dias nublados e se estiver com preguiça ou frio, opte pelos hidratantes que se usa debaixo do chuveiro, aproveitando o vapor d’água que ajuda na penetração dos ativos. Para os lábios não ressecarem, use manteiga de cacau e outros produtos umectantes disponíveis no mercado. Evite usar esponjas grossas, fazer esfoliações no corpo e rosto 1 vez ao mês para não remover ainda mais a camada protetora da pele. E tenha sempre toalhas macias para se secar!

Consultoria: Anelise Ghideti, dermatologista membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Médica colaboradora no Ambulatório de Doenças das Unhas no Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP