Categoria: Impotência

Tamanho do pênis: seis perguntas assustadoras

Muito grande, muito pequeno, muito grande ou mesmo curvo: todas as varetas estão na natureza. Mas o tamanho afeta nossa vida sexual? Depoimentos e respostas de especialistas.

1. Existe um “padrão”?

Sim, e esse padrão é baseado em médias. Na França, tem entre 11 e 17 centímetros de ereção. “Estamos longe da imagem do pênis transmitida por filmes pornográficos”, diz Alain Héril, terapeuta sexual *. “Nos 25 anos em que estive, eu vi muitos homens em meu consultório com um grande complexo devido ao tamanho de seu sexo, mas, na verdade, menos de 1% deles realmente tinha um micro- pênis (menos de 7 centímetros eretos e 4 em repouso). ”

2. Por que tantos homens são complexos?

“A maioria simplesmente tem uma visão ruim de si e do sexo”, diz Alain Héril. “Existe essa idéia de que o sexo masculino representa virilidade e, portanto, assertividade: quanto maior o sexo, mais bonito e forte, meu trabalho é ajudar os homens a integrar seu pênis em seu padrão. Para ter uma visão global de si mesmos, como mulheres bulímicas que se encontram muito grandes no espelho, homens que se complexam com o tamanho de seu pênis freqüentemente sofrem de dismorfofobia. que eles são realmente, também envolve o trabalho psicanalítico sobre a representação que eles têm de seu sexo “.

Fabien há muito tempo conhece esse “complexo de vestiários”: “Criança e adolescente, eu me achei muito magro, muito bobo, desinteressante, e eu estava muito complexada com o tamanho do meu sexo. Eu vim em grande parte um pai tirânico que me menosprezava, mas que só entendi depois que ele era um homem violento e egoísta que me mantinha em estado de permanente ansiedade. ”

Alain Héril, onde Fabien não é isolado: “Os homens que têm medo de ter muito pouco sexo, muitas vezes não se tornar ‘homem’, mas continuou a ser o filho Eles pais muito poderosos. , que ocupam muito espaço, ou pelo contrário completamente ausente. Eles sempre se vêem como um garotinho, com um ‘pequeno pênis‘ “.

Fabien conseguiu superar seu complexo graças ao seu parceiro. “Eu fiz sexo pela primeira vez aos 17 anos. Eu estava com medo de estar nua na frente de uma mulher, eu estava com medo de sua reação quando vi meu pênis. o ato, ela acabou de me dizer: “Nós sentimos que você tem experiência, foi ótimo.” Eu não podia acreditar, isso me tranquilizou para a vida. “

3. O tamanho importa?

Como Fabien, quase todos os homens fizeram a pergunta pelo menos uma vez. Nos fóruns de discussão, o assunto continua voltando. “Há muito poucos estudos sobre o assunto”, lamenta o Dr. Antoine Faix, urologista-sexólogo e chefe do Comitê de Andrologia e Medicina Sexual da Associação Francesa de Urologia. “No entanto, de acordo com um estudo holandês , apenas uma em cada quatro mulheres confessaria, mas seria mais a largura do que o comprimento que contaria.”

O conforto físico dependeria tanto da anatomia das mulheres quanto da dos parceiros. Porque em termos de vagina, também não há “tamanho único”. “Dependendo das mulheres, pode ser mais longo, mais largo ou mais elástico”, diz o médico. “Eu recebo mulheres em consultas com vaginas apertadas reclamando que o pênis de seu parceiro é muito grande e doendo, mas no geral, a natureza é boa o suficiente para as mulheres e os homens podem acasalar “. Em qualquer caso, quando os pacientes o consultam para um problema de tamanho, o Dr. Faix começa propondo um trabalho terapêutico.

SEXO: O QUE FAZER QUANDO NÃO FAZEMOS MAIS AMOR?

Se o assunto às vezes é difícil de abordar, todos conhecemos uma garota que conhece uma garota no meio de sua vida sexual com o parceiro. Mesmo antes dos 30 anos, o sexo pode se tornar a reserva da noite de sábado à noite. E o declínio do desejo não diz respeito apenas às mulheres. Nós fazemos questão com o sexólogo Philippe Arlin.

E caso você esteja procurando alguns estimulante sexual masculino que realmente funcione, nós te apresentamos o Big Size.

# 1 Como avaliar o dano?

Gostaríamos de ter um botão vermelho que acende para nos avisar quando não amamos o suficiente. Mas não ” Quanto à ejaculação precoce, não é uma noção de tempo, mas de sentimento, não se trata de estabelecer uma frequência ‘aceitável'”, explica Philippe Arlin, psicólogo e sexólogo. Mas a partir do momento em que um dos dois parceiros não está satisfeito, você tem que fazer perguntas. Se o problema deriva do fato de que o casal não faz mais amor cinco vezes ao dia como quando começa, não há um problema real, mas se um deles entra em um processo em que é forçado uma ou duas vezes por mês para agradar seu cônjuge, devemos intervir . “

# 2 Um problema de construção social

A queda no desejo é 80% feminina. Segundo o nosso especialista, isso não é biológico: ” Está relacionado com a condição da mulher ao longo da história e com a dominação masculina que durou séculos. Nos velhos tempos, uma mulher que expressava seu desejo era imprópria. Os únicos desejos que as mulheres aprenderam a ter são em resposta ao desejo de seus maridos. E eles sempre tiveram que ter cuidado com esse desejo porque os colocavam em perigo de enganar o marido e engravidar fora do casamento. E mesmo que, durante cinquenta anos, haja progresso nos direitos das mulheres, as construções sociais relacionadas à sexualidade feminina ainda têm um dente duro .

# 3 Os homens também estão preocupados

Se você perguntar a um homem se ele sempre quer fazer amor , há uma boa chance de que ele responda ” obviamente não, exceto que em sua cabeça estamos sempre prontos para isso ” . Lá, nos declaramos culpados. ” Culturalmente, um homem que não se sente como é um homem que vai para outro lugar, que não ama mais sua esposa, ou que está errado sobre sua orientação sexual “, explica Philippe Arlin. Isso coloca um problema muito mais sério porque a perda de desejo no homem é incompreensível para a mulher. Pode causar convulsões, uma sensação de humilhação que pode rapidamente tornar-se incontrolável “. Chillax então, se ele disser ” não, desculpe, eu estou exausto hoje à noite“A menos que seja a quinta vez esta semana, é provavelmente a verdade.

# 4 Não faça mais amor, porque é sério?

Finalmente, por que um casal teria que fazer amor  ? Segundo Philippe Arlin, é acima de tudo um problema de intimidade: ” Quando não fazemos mais amor, acabamos não se afagando mais. Quando há um problema de desejo, o desejo de abraçar se tornará sinônimo de desejo sexual . Cada gesto de ternura será tomado como um convite para ir mais longe e, portanto, é provável que seja rejeitado. A ternura gratuita deve continuar a existir se a relação só for articulada em torno de conflitos e a harmonia do casal for questionada . “

# 5 Ação-reação

Dos casais em escassez sexual Philippe Arlin vê todos os dias: ” Devemos, primeiramente, identificar as causas da perda de desejo, há dois principais: o primeiro é a saturação do desejo do homem, a mulher não vê mais o homem que ama, mas uma obsessão sexual. Neste caso, proponho-lhes que arranjem momentos de ternura com a proibição de derrapar, reintegrar a intimidade. Depois, há o fato de que as mulheres muitas vezes têm uma má imagem de seu corpo e, em particular, de seu sexo. Devemos aprender a conhecer seu desejo sem que isso aconteça através do homem e quebrar o mito do amante ideal , revelando prazer . Uma vez que este trabalho esteja concluído, resta o problema da carga mental: “A excitação do homem pode estar presente, mas se a mulher for monopolizada por suas obrigações, seu desejo não subirá tão rápido e a resposta será negativa , adverte o sexólogo. É necessário que o outro possa ouvir o seu desejo, criando assim uma atmosfera relaxante, para dar-lhe um espaço calmo bem antes do momento de ir dormir, para programar o espontâneo “.

# 6 Como se manter alerta

A melhor maneira de evitar o problema é não perguntar e ficar relaxado sobre isso. ” Você tem que relativizar e não colocar tudo atrás do sexo, é uma coisa boa que compartilhamos, não é uma condição sinequanona para o casal . O melhor não é pressionar o assunto com o risco de criar conflitos desnecessários , aconselha Philippe Arlin. Seja primeiro focado em seu relacionamento com o outro, se houver mais gentileza e qualidade na troca, reverberará na cama .0

Dicas para homens que sofrem com impotência

Disponível apenas com receita médica, eles têm várias contra – indicações e efeitos colaterais. Tenha cuidado para não se casar com suco de frutas cítricas. E para verificar com um especialista que não é contra-indicado com outro dos seus tratamentos.

Você pode usá-los a curto prazo se suas preocupações forem temporárias (falta de autoconfiança, celibato prolongado). Mas também a longo prazo, se a sua ereção suave é causada por uma condição como diabetes ou hipertensão.

Seu médico também pode prescrever terapia hormonal se o problema for seu nível de testosterona. Isso permitirá que você encontre mais força muscular em seu pênis. Mas também seu desejo sexual. 

Tratamentos locais

Você também pode ser prescrito tratamento local. Começando com a inserção em sua uretra de um supositório para ajudar os músculos do seu sexo a relaxar.

Ou substâncias que lhe permitirão ter uma ereção de melhor qualidade. Mais uma vez, essas soluções só estão disponíveis sob prescrição médica. E se o problema vem de uma doença reconhecida, você pode obtê-los reembolsados ​​pela segurança social .

Se a injeção puder ser assustadora, devido à maneira como ela é administrada, saiba que ela não é dolorosa. O seu médico pode dizer-lhe como proceder. Para que você possa reproduzir o gesto com segurança em casa. Hoje em dia, você pode contar com a caneta auto-injetora, o que facilita muito o procedimento.

Conheça nosso blog preferido sobre impotência.

Próteses penianas

Como último recurso, seu médico pode sugerir que você coloque uma prótese. Esta solução só será avançada se todos os outros tratamentos falharem. Ou não são apropriados para a sua situação (especialmente se você tem diabetes e tratamentos orais são ineficazes). Tenha cuidado, porém, para pensar cuidadosamente antes de tomar essa decisão. Além de ser definitivo, representa certos riscos.

Existem três tipos de próteses:

  • rígida;
  • semi-rígida;
  • Neste caso, você precisará usar uma bomba para preencher as partes dentro do seu corpo cavernoso com um líquido salino.

É basicamente o seu background que lhe permitirá escolher a melhor prótese para você . Mas também considere o uso que você faz dele e os resultados estéticos. A postura geralmente dura uma hora. E a taxa de satisfação dos homens que tiveram uma prótese peniana está entre 90 e 99%.

Mas também …

Entre as outras soluções para neutralizar uma ereção suave, você pode:

  • seguir um tratamento anti-tabagismo;
  • mudar dietas (menos gordura e mais esportes);
  • ter você operado se você sofre de Peyronie;
  • use uma bomba de vácuo colocada em seu sexo (geralmente equipada com um anel que vai apertar a base do seu pênis);

Quando ver um médico?

Como você acabou de ver, quase todas as soluções apresentadas neste artigo exigem o endosso (e a prescrição) de um médico. Antes de ir consultar, você deve esperar até que sua ereção suave seja persistente. De fato, tais tratamentos não serão necessários ou úteis se você simplesmente passar por uma fase de colapsos sexuais ocasionais.

Geralmente, é aconselhável esperar até que esses distúrbios persistam por mais de 3 meses. E que geram uma verdadeira dor psicológica ou fisiológica. E, embora possa ser intimidante conversar com seu médico, esteja ciente de que ele está acostumado a discutir esses tópicos com esses pacientes. Mas também que a disfunção erétil é muito mais comum do que você imagina.

Comece com uma primeira consulta apenas . Certamente será mais fácil para você abordar o assunto sem o seu parceiro. Mas, eventualmente, seu envolvimento é muito importante para ajudá-lo a superar sua ereção suave.

Como prevenir a ereção suave: mude seu estilo de vida

Mesmo que sofra de ereção suave, saiba que esse problema pode ser resolvido com muita facilidade. E isso não é de forma alguma reversível. Você também pode evitá-lo tomando certas precauções. E adotando um estilo de vida mais saudável.

  • Adopte uma dieta mais saudável. Em particular, evite alimentos gordurosos, doces ou salgados.
  • Exercite-se regularmente e bem.
  • Evite o consumo de álcool. Na verdade, o alcoolismo pode prejudicar seus nervos, criando uma ereção suave persistente. Em qualquer caso, o consumo de álcool não é recomendado se você estiver tomando  tratamento oral para a sua disfunção erétil.
  • Pare o tabaco. Fumar vai entupir suas artérias.
  • Vá em uma dieta se você estiver com sobrepeso.

Para medidas preventivas em relação às causas psicológicas de sua ereção macia, enfatize seus esforços para se comunicar com seu parceiro. Ou um sexólogo que permitirá que você adote um ponto de vista fora de sua situação. E para encontrar mais facilmente soluções para sair.

15 dicas para se tornar um bom tiro

Você tem sido o melhor tiro de Xavier e o pior de Bertrand. Isso é normal: na cama, somos dois. E é esse encontro que nos leva ao melhor e ao pior. Mas para estar no topo da linha e evitar erros, aqui estão 15 dicas para tornar as pernas no ar um verdadeiro sucesso e tornar-se inesquecível.

Eu atiro meus complexos

Eu tenho cinco quilos de excesso e triplos cabelos que excedem a minha calcinha, mas eu não me importo. Eu assumo e deixo meu corpo se render ao prazer, mesmo que não o ache perfeito.

Eu gosto de
sexo, sexo, cheiro, mãos e meu no peito dele. Eu gosto do momento, o compartilhamento, o prazer. Uma garota que vive o momento excita seu parceiro.

Eu conheço meu corpo
Com experiência e masturbação, eu sei onde está meu prazer. Geolocalização de seus vulcões facilita a abertura para os outros e para aproveitar mais.

E eu domino.
Eu sei o comprimento das minhas pernas e o espaço que preciso em uma cama de 160 para voltar para mim. Então, evito a falta de jeito. Dando um golpe na parede ou na parte de trás de seu parceiro, faz blues e barulho.

Leia sobre o estimulante chamado Macho Power.

Eu não estou na performance
Para querer ser muito técnico, arrisco a intelectualizar o ato sexual em vez de vivê-lo. Pensar demais é a melhor maneira de perder o erotismo.

Estou ouvindo
, confio na respiração do meu parceiro para saber o que ele gosta e não gosta. Responder ao prazer dele sempre lhe dará mais.

Eu
não faço a estrela-do-mar mesmo se estivermos no chuveiro. Se eu for passivo e não tomar nenhuma iniciativa, meu parceiro ficará entediado.

Eu trabalho minha flexibilidade de espírito
, sou aventureiro. Eu tento sacudir meus hábitos diários e me surpreendo. Eu vou ao cinema sozinha e eu finalmente gosto de ostras. Talvez seja assim que um dia estarei aberto à sodomia.

Eu tomo meu tempo
eu me demoro em preliminares e ando devagar pelo corpo do meu parceiro. Eu construo a pressão e ele pode ficar louco.

Eu curo minha boca e meus dentes

Um sorriso bonito, esse charme. Monsieur só vai morder meus lábios. Durante o fellatio, a própria ideia de que a minha linda boca toca o seu sexo vai deixá-lo louco.

Eu trabalho meus olhos
Antes do sexo, eu olho diretamente nos olhos. Durante o sexo, eu os fodo. Um bom Smoky Eyes e eu o arrasto onde quiser.

Eu aprendo a ficar quieto.
Ser misterioso de vez em quando e surpreendê-lo quando, de repente, peço um estilo cachorrinho ou ordeno que ele se ajoelhe.

Eu dramatizo eu
aprendo a rir de uma posição que não pode ser reproduzida. A ideia não é rir por uma hora, mas jogar para baixo. Ditto se Monsieur tem um colapso: eu não faço um bolo. Nós nos relativizamos juntos.

Eu curo minhas mãos Mãos
bonitas pedem carícias. Belas unhas com arranhões eróticos. Seria uma pena perder minha parte da tigresa. É bom ser selvagem.

Eu hidrato e curo minha pele
pele macia é uma obrigação, dá ao homem o desejo de nos comer (todas as noites). Para o homem apreciar o melee, você deve evitar ser tão áspero quanto um pedaço de uísque sujo.

Agradecimentos a Alexandra Hubin, doutora em Psicologia e Sexóloga e Fundadora da Sexologia Positiva. 

Deficiência de ereção: causas psicológicas e disfuncionais

Quais são os fatores psicológicos – ou disfuncionais – das dificuldades de ereção?

Ansiedade, depressão e estresse crônico são os três inimigos da ereção mais importante do ponto de vista psíquico. A história exata de muitos pacientes com distrofia erétil mostra que eles sofreram em uma idade precoce de déficits ocasionais em resposta ao estresse, depressão, ansiedade ou mesmo pequenas quantidades de álcool. 
Essa observação sugere que alguns fatores de vulnerabilidade (1-3) estão presentes em muitos sujeitos ao longo da vida e podem contribuir para deslocar o equilíbrio da competência eretiva entre função ou déficit, provavelmente atuando como variáveis ​​independentes. 
Esses fatores funcionais de vulnerabilidade incluem os chamados fatores psicogênicos(com sua coorte de aspectos intrapsíquicos, bioquímicos e relacionais) e alterações bioquímicas secundárias ao álcool, dismetabolismo, drogas, drogas, estresse físico e assim por diante. 
O modelo interpretativo que mais respeita a realidade é, portanto , multifatorial , em que o diagnóstico de fatores predisponentes, precipitação ou manutenção, responsável pelo déficit erétil, remete a um modelo de vulnerabilidade em uma perspectiva longitudinal (tempo de vida).
Para melhorar sua vida sexual comece a fazer uso do estimulante masculino Ultrag.

O que significam os fatores “disfuncionais”?

Neurotransmissores – substâncias com as quais as células nervosas comunicam entre si e com o resto do corpo – são o ponto chave biológico em que os fatores psicológicos tornar funcional (e, portanto, biológica ou microestrutural) e interferindo com o maneiras neuroendócrino e autonômico que coordenam , entre outras coisas, também ereção. 
A distinção entre fatores funcionais e orgânicos (macroestruturais) está, portanto, relacionada às nossas ferramentas de investigação. Quanto maior a atenção clínica aos aspectos funcionais, maior a possibilidade de reconhecer os sinais e sintomas no nível diagnóstico e terapêutico.

O que significa “psicogênico” hoje?

O termo “psicogênico” indica brevemente que um déficit erétil é devido a uma série de fatores interpessoais ou intrapsíquicos, e que não há fatores “orgânicos”. 
A “seletividade da eretividade” sempre foi considerada a característica desta condição: a lógica sugeria que se um homem pudesse ter uma perfeita ereção em certas circunstâncias (por exemplo, com masturbação) e em outras não (por exemplo, durante coito), anatomia e fisiologia tinham que estar intactas. A prática clínica mostra que nem sempre isso é verdade, pondo definitivamente em questão a obsoleta dicotomia entre psicogênico e orgânico (1-3).
Alguns exemplos mostrarão como os fatores “psicogênicos” podem simular danos orgânicos e levar a erros diagnósticos e terapêuticos. Os fatores psicogênicos mais comuns são depressão, ansiedade e estresse crônico.

Como a depressão pode alterar a função eretiva?

A depressão pode causar o déficit erétil de diferentes maneiras: 
– reduz o desejo e a pulsão erótica; 
– altera os ritmos do sono (na fase REM, ou seja, sono com sonhos e não-REM); 
– modifica comportamentos individuais e interpessoais (1-2). 
Depressão maior pode causar ereção completa de ereções noturnas associadas à fase REM; As mesmas repercussões podem ser induzidas por sonhos de alta ansiedade. Como conseqüência, o registro de ereções noturnas (TNP) pode ser falsamente negativo devido a fatores psicogênicos, que serão, portanto, cuidadosamente investigados sempre que um TNP negativo estiver presente.

Por que a ansiedade de desempenho pode interferir na ereção?

Esta expressão refere-se à incapacidade de um homem para se concentrar em seus sentimentos de excitação, porque ele se tornou um espectador e juiz ansioso de seu desempenho sexual. A dificuldade ou incapacidade de ouvir as sensações físicas de prazer torna difícil alcançar e manter uma ereção, o que aumenta ainda mais a ansiedade nas tentativas subsequentes. 
A ansiedade pode ser agravada por medos e problemas específicos: os casos mais frequentes dizem respeito ao medo da intimidade sexual, agressão, perda de controle, ansiedade de castração, sentimentos de culpa e imaturidade ou fragilidade da identidade sexual. .
A conseqüência destes vários fatores psicogênicos é um terremoto neuroendócrino do tipo adrenérgico, que se caracteriza pela liberação no sangue de altas quantidades de adrenalina que paralisam a ereção e / ou sua duração.

Transtornos sexuais masculinos, saiba mais aqui

Transtorno sexual é um problema que muitas pessoas enfrentam: homem, mulher, casal ou solteiro … Mas muito poucos se atrevem a conversar com seu médico até que o problema não seja grave e que a vida de um casal não seja ainda não ameaçado.

Os distúrbios sexuais são bastante comuns, entre 30 e 45% da população , mas a maioria dos casos é tratável.

Para ajudar homens e mulheres a ter uma relação satisfatória e um relacionamento íntimo que é sempre satisfatório, este artigo os acompanha na detecção e tratamento de distúrbios sexuais, uma dificuldade que nem sempre é óbvia de se superar para algumas pessoas.

O tratamento de distúrbios sexuais é feito por medicação quando a causa é física e por psicoterapia quando a causa é psíquica. Mas é possível que os dois tratamentos sejam combinados para ter um resultado melhor.

Neste guia, você encontrará todas as nossas dicas para detectar um distúrbio sexual em casa ou em seu parceiro e nossas soluções para remediá-lo.

Definição e classificação de distúrbios sexuais

O que é um distúrbio sexual?

O distúrbio sexual é um problema que ocorre durante uma fase do ciclo de resposta sexual. Em seguida, impede a pessoa ou o casal de trazer ou sentir satisfação durante um relacionamento sexual.

Assim, os distúrbios sexuais incluem todos os fatores bloqueadores, fisiológicos ou psicológicos, que impedem uma pessoa de ter uma relação sexual completa e satisfatória.

Para ter relações satisfatória conheça o produto Lib Power.

Quem é afetado por esses distúrbios?

Os distúrbios sexuais são particularmente comuns. Estudos têm mostrado que 4 a 9% dos homens têm um distúrbio erétil e que 4 a 10% têm um problema com a ejaculação. A prevalência de distúrbios sexuais em mulheres é particularmente alta, 25 e 63%. A maioria das mulheres com distúrbio sexual tem problemas com desejo sexual e orgasmo.

Apesar dessa freqüência, nenhum estudo epidemiológico foi realizado nesses anos para determinar se todos os casos podem ser classificados como “doenças”.

Todos os homens e mulheres de diferentes idades podem sofrer de um distúrbio sexual, mas algumas pessoas podem estar em alto risco. É o caso de pessoas com problemas cardiovasculares, psíquicas, hipertensão, diabetes, estresse, ansiedade, falta de autoconfiança, idade avançada …

Como observado anteriormente, o distúrbio é um problema que pode afetar a todos e se manifestar em qualquer idade, mesmo se houver uma população em risco.

Nos humanos, muitas pessoas são afetadas por esse distúrbio sexual:

  • dificuldades em atingir o orgasmo (8%),
  • ejaculação precoce (5%)
  • colapso da ereção (10%).

Para as mulheres, o número de mulheres envolvidas seria aproximadamente:

  • 7% (dificuldade em atingir o orgasmo),
  • 35% (falta de lubrificação),
  • 46% (transtornos do desejo sexual)
  • 25% (dor durante o sexo).

Os sintomas

Os problemas sexuais são geralmente chamados de disfunção sexual pelos médicos. Como nos homens, como nas mulheres, os sintomas podem ser diferentes de um distúrbio para outro, mas há, no entanto, sintomas que são reconhecíveis e permitem que os médicos conheçam os distúrbios sexuais.

Os sintomas de distúrbios sexuais em homens são caracterizados por uma incapacidade de atingir ou manter uma ereção satisfatória durante a relação sexual, uma ausência de ejaculação ou uma incapacidade de controlar no momento da ejaculação.

Nas mulheres, a disfunção sexual geralmente resulta em incapacidade de atingir o orgasmo, lubrificação insuficiente antes e durante a relação sexual ou incapacidade de relaxar os músculos vaginais para permitir a penetração.

Alguns sintomas também podem ser visíveis em homens e mulheres, como diminuição do desejo, dor durante a relação sexual ou incapacidade de atingir o orgasmo.

Impotência Sexual: Causas e Tratamento

Alguma vez você já teve dificuldade para ter ereção e pensou estar com Impotência Sexual?

Ou dificuldade para permanecer mais tempo com o seu pênis duro? Ou alguma vez você perdeu a ereção quando estava no meio sexo? Remédio para impotência

Se isto somente aconteceu uma vez, não fique preocupado. Mas se esta situação se repetiu por mais vezes ou se ela vem se repetindo, fique atento nas próximas linhas que falo com você.

Leia também:
Como não gozar rápido
Qual o tamanho do pênis que mais agrada as mulheres?
Próstata: O Guia Completo
O que é a Impotência Sexual?
A impotência sexual é caracterizada pela incapacidade ou dificuldade de obter e/ou manter ereção peniana o suficiente para penetração.

Pode acontecer em homens de qualquer idade e independe de serem solteiros ou casados e da orientação sexual, ou seja, não importa se você tem desejo e mantém relação sexual com outros homens ou mulheres.

Isso pode acontecer com qualquer homem em qualquer momento da vida.

Atualmente, utiliza-se muito o termo disfunção erétil para falar da impotência sexual, mas é a mesma coisa. Sempre que você ouvir disfunção erétil ou impotência sexual significa a mesma coisa tá?

Impotência Sexual em qualquer idade é totalmente tratável
Tem solução independente da sua idade. Não importa se você é mais jovem ou mais velho, para qualquer idade tem técnicas possíveis para deixar o pênis ereto.

Se você se queixa desta disfunção, talvez perceba que se sente com desejo de fazer sexo, percebe-se estimulado, mas o pênis não responde adequadamente.

A forma como a disfunção erétil (nome técnico para a Impotência Sexual) se apresenta também é variável, por exemplo:
Alguns homens não conseguem ereção desde o início da atividade sexual;
Alguns até conseguem a ereção, mas perdem imediatamente ao perceber a continuidade da relação sexual;
Outros perdem a ereção quando há tentativa de penetração;
Ou ainda, alguns que chegam a conseguir a penetração, mas perdem logo em seguida.
E os que têm ereção, mas a ereção não é totalmente rígida.
Se você percebe alguma ou algumas destas situações que coloquei acima acontecendo com você é provável que você apresente a chamada disfunção erétil.

Mas fique tranquilo, porque a disfunção erétil tem tratamento.

A seguir, você vai descobrir quais são as causas e quais são os tratamentos para a disfunção erétil.

Causas da Impotência Sexual
As causas da disfunção erétil são variadas e têm intensidades diferentes, além de agirem de modo distinto em cada homem. Elas podem ser:

Psicológicas
Ansiedade
Medo de falhar
Estresse
Esses 3 fatores, de todos, são os que mais causam dificuldades de ereção na grande maioria dos homens.

Depois vem também:

Dificuldade em lidar com frustrações
Depressão
Traumas infantis ou adolescentes associados à sexualidade e relacionamento afetivo.
Primeiras experiências sexuais desastrosas
Crises conjugais
Mitos sexuais
Perda do emprego
Baixa autoestima
Problemas relacionados a identidade de gênero
Orgânicas ou Físicas
Doenças degenerativas
Doenças cardiovasculares
Obesidade
Diabetes não controlados
Sedentarismo
Baixo nível de testosterona
Drogas e Medicamentos
Tabagismo
Alcoolismo
Drogas (maconha, cocaína, etc)
Medicamentos para depressão, diabetes ou hipertensão.

Tratamento para Impotência
Como falei para você, disfunção erétil tem tratamento, isso significa que tem solução. As melhores opções de tratamento são as que utilizam psicoterapia.

Sempre que esta situação lhe incomodar, busque tratamento.

Devido a disfunção erétil ter diversas causas é importante uma avaliação psicológica e também avaliação médica para descobrir a origem do problema.

Sendo identificada a causa, inicia-se o tratamento e o mais indicado é a Terapia Sexual, feita pelo Psicólogo(a) especialista em sexualidade.

Dentro da psicoterapia, utilizam-se técnicas específicas para a disfunção erétil, considerando as características de cada paciente.

Garanto a você, na maioria dos casos de disfunção erétil a causa é psicológica.

Para isto indico a psicoterapia que é um tratamento de fácil acesso, com resolução e satisfação em praticamente 100% dos casos.

Há tratamentos que envolvem uso de fármacos, cirurgias e até implantes de próteses, porém, em praticamente todos os casos a terapia sexual resolve antes de o paciente precisar optar por algo mais invasivo.

Leia também:
Solução da Disfunção Erétil: Consulta com Psicólogo Terapeuta Sexual

Viva com Prazer
A sexualidade está aí para ser vivenciada com prazer.

A saúde sexual também proporciona saúde física e emocional, ou seja, se você vivenciar bem o sexo, aproveitando como quer deste momento, você dá qualidade ao seu corpo físico e também qualidade às suas emoções.

Sexo bom faz bem ao seu organismo todo.

E quando o sexo está com problema, da mesma forma faz também mal ao organismo todo, gerando outros problemas e outras doenças em outros órgãos.

Se você tem uma disfunção erétil, ou qualquer outro problema que impeça de desfrutar da sua sexualidade, procure ajuda, procure orientação.

Disfunção erétil tem solução, e estamos aqui para lhe ajudar. Conheça aqui nossos especialistas e faça uma consulta online com sigilo total.

Maca Peruana tem resultado? Como funciona?

Maca Peruana tem resultado? Como funciona?

Se você necessita de um jeito para conseguir mais energia para a prática de atividades simples do dia a dia, ou para se exercitar na academia, com certeza vai gostar do suplemento Maca Peruana. Esse produto nada mais é do que um suplemento que alia a maçã peruana e doses de cafeínas e pode ser usado por qualquer pessoa. Se deseja conhecer os benefícios desse suplemento e como esse suplemento age no organismo.

Maca Peruana tem resultado? Como funciona? – Aposte na Maca Peruana para a sua saúde

Maca Peruana tem resultado? Como funciona? Tratamentos para impotência
A Maca Peruana nada mais é do que um produto que além de ajudar quem deseja melhorar a sua vida sexual, também te ajuda a ter mais energia, ampliando até a sua fertilidade. Somente nesse produto você encontra todos os benefícios para ter um corpo saudável e energia.

O ponto positivo desse suplemento é que ele ajuda a melhorar o corpo e só tem produtos naturais. Todos os ingredientes desse suplemento são naturais e acabam sendo selecionados e unidos para dar somente aos benefícios que o corpo necessitam para funcionar de maneira adequada.

Maca Peruana tem resultado? Como funciona? – Entenda como essa suplementação funciona e as muitas formas de consumir esse produto no seu dia a dia

Usando o suplemento Maca Peruana você não vai enfrentar mais problemas de impotência sexual, ausência de desejo sexual ou cansaço extremo, já que ele vai te dar o que precisa para ter uma vida mais ativa e cheia de saúde.

Se o seu desejo for o aumento do desejo sexual e se quer ter mais fertilidade, conseguir ter uma produção maior de testosterona, além de ter mais prazer durante a suas relações sexuais, então consuma esse suplemento conforme orientação do fabricante.

Maca Peruana tem resultado? Como funciona?

Como usar o Maca Peruana ?
O Maca Peruana precisa ser ingerido todos os dias, já que ele possui benefícios a longo prazo para você. O que o fabricante pede é que você consuma duas cápsulas ao dia desse produto, sendo uma pela manhã e outra a noite.

Maca Peruana tem resultado? Como funciona? – Ele funciona e pode te ajudar a ter mais energia para as mais diferentes atividades do dia a dia

Contraindicações Maca Peruana
O suplemento natural Maca Peruana não tem nenhuma contraindicação, pois uma vez que esse item é totalmente natural. Sendo assim, esse suplemento não tem nenhum efeito colateral visto até o momento, já que ele é de origem natural. Sendo assim, o uso desse produto por mulheres em processo de gestação ou que estejam em período de amamentação só pode ser feito se o médico autorizar, mesmo sendo um suplemento alimentar. Isso porque as mudanças no organismo dessas pessoas grávidas mudam demais.

Essa suplementação tem uma garantia de 30 dias de satisfação, se não gostar pode pedir o dinheiro de volta na maioria dos locais de venda. Pesquise antes de comprar para ter o melhor preço a sua disposição.

Maca Peruana funciona de verdade? [MINHA OPINIÃO]

Maca Peruana funciona de verdade? [MINHA OPINIÃO]

Você chegou aqui para saber se o Maca Peruana funciona de fato, certo?
Então, tenho excelentes notícias! Criei esse artigo com o intuito de ajudar você a escolher o melhor produto para conseguir combater a impotência de uma vez por todas.

Por isso, que aqui eu vou falar sobre o Maca Peruana.

Faz pouco tempo, eu estava igual a você, pesquisando sobre alternativas que pudessem ajudar meu marido a resolver esse problema de uma vez por todas.

Eu tinha muitas dúvidas, mas a principal era: “Será que o Maca Peruana funciona mesmo?”

Um tempo depois de passar por essa dúvida, eu descobri qual o produto realmente vale a pena e ao longo deste artigo você também vai descobrir.

Bem, eu e meu marido somos casados há mais de 15 anos.

E sempre fomos sexualmente ativos, nunca tivemos problemas com relação a isso. Mas há um tempo atrás meu marido vinha sofrendo problemas de ereção.

Ele decidiu ir em um médico de nossa confiança que o diagnosticou com problema de disfunção erétil.

Essa é o tipo de notícia que faria qualquer homem ficar abatido. Mas nós resolvemos procurar algo para acabar com esse problema.

Comecei a pesquisar bastante para ajudá-lo, até que vi alguns depoimentos e casos de sucesso do Maca Peruana.

Resolvi saber mais sobre vários produtos para ver qual era a melhor opção para ele.

Então, pesquisamos bastante até que decidimos comprar o Maca Peruana.

Resultados com o Maca Peruana
Nessa de pesquisar sobre produtos para combater a impotência sexual, acabamos por comprar o Maca Peruana Caps.

Nos pareceu um produto bom e que resolveria o problema, afinal, no site oficial deles eles prometiam excelentes resultados, então, decidimos comprar para que o meu marido pudesse usar e ver se tratava de uma vez por todas esses problema de impotência que tanto estava incomodando ele — e a mim também, de certa forma.

Já nas primeiras vezes que ele usou o o produto deu para notar que ele começava a gerar resultados.

E isso foi ficando cada vez melhor. Eu não vou entrar em detalhes de nossa intimidade, mas por um lado, foi até bom a gente comprar esse produto, pois, nosso sexo melhorou demais, você não tem noção.

Ele tem muito mais gás na hora do sexo, sem falar na duração das ereções, enfim… Funciona mesmo, eu mesma pude comprovar.

E se você quer um produto que realmente funciona, com certeza o Maca Peruana é a melhor opção que eu conheço disponível no mercado.

Como o Maca Peruana funciona?
O Maca Peruana é um produto 100% natural, usado por homens que sofrem de algum tipo de disfunção erétil.

Seus poderosos ativos feitos com compostos naturais auxiliam uma ereção poderosíssima e muito mais prolongada.

Isso tudo é possível por conta dos poderosos ativos naturais que intensificam o fluxo sanguíneo no pênis, o que ajuda a ter uma ereção muito maior e muito mas duradoura.

É basicamente assim que o Maca Peruana funciona (diferentemente do Maca Peruana).

Qualidades do Produto
Que o produto funciona você já sabe, mas ele possuí ainda mais benefícios.

Em base em estudos de caso e vários depoimentos, é comprovado que o produto proporciona:

Disposição e energia durante o ato: Graças a vários compostos presentes na fórmula do produto, você consegue terá muito mais vigor e força na hora “H”;

Combate a ejaculação precoce: Outro ponto de grande valia, é o retardamento da ejaculação. Muitos homens sofrem com ejaculação precoce, parece que esse é mais um problema com os dias contados para sair da sua vida;

Aumento do desejo sexual: Além de tudo isso, você ainda vai sentir um grande aumento da líbido, sua parceira vai te agradecer muito por isso, vai por mim;

E Muito mais.

Bem, essas são alguns dos principais benefícios do produto.

Ele provoca efeitos colaterais?
Outra dúvida bastante frequente é a respeito dos efeitos colaterais que podem ser causados pelo Eros.

Mas por ser um produto feito a base de produtos naturais, isso torna-o um produto livre de efeitos colaterais indesejáveis.

Então, se você tinha medo de efeitos colaterais, pode ficar tranquilo.

Mas se você possui alguma doença crônica, consulte um médico antes de fazer usar o produto.

Depoimentos
Eu nunca poderia fazer este artigo sem trazer para você outros casos de sucesso.

Veja abaixo alguns depoimentos de quem já usa:

Como Tomar Corretamente?
Outra dúvida bem recorrente é a de como tomar o Eros.

É bem simples na verdade.

Bem, o certo é usar tomas duas cápsulas antes de dormir.

E o recomendado é usar diariamente durante 90 dias.

Garantia Incondicional
Além disso, você tem direito a uma garantia de 30 dias, ou seja, se por algum motivo você não gostar do produto, basta solicitar o reembolso, mas até hoje eu não soube de nenhum caso de devolução.

Isso mostra o quanto o produto funciona de fato.

Reclame Aqui
Antes de efetivar a compra, eu fui dar uma olhada na reputação do do Maca Peruana no Reclame Aqui.

E comprovei que não havia nenhum problema e nenhuma reclamação em relação ao produto. Isso deixou eu e meu marido ainda mais confiantes para poder comprarmos o produto.

Porém, apenas um deles deu resultados de fato.

Como comprar Maca Peruana com desconto?
Se você chegou até essa parte do texto, provavelmente deseja saber como comprar o Eros, certo?

É em simples na verdade.

Basta acessar o link com desconto abaixo:

Eu não sei por quanto tempo esse link vai ficar disponível online, então, aproveite enquanto tem tempo.

Bem, depois de acessar o link basta escolher a quantidade, preencher os dados de entrega do produto e confirmar o pedido.

Agora é só esperar. A entrega é feita bem rapidamente, em média a entrega leva 10 dias úteis para chegar, mas essa é a média nacional.

Dependendo do seu estado ou cidade, você pode receber bem antes.

Bem, espero que eu tenha ajudado você a esclarecer as suas principais dúvidas.

Até breve e muito sucesso com sua nova vida sexual que terá em breve.